thumbnail Olá,
Ao Vivo

Primera Division

  • 9 de fevereiro de 2013
  • • 19:00
  • • Estadio Santiago Bernabéu, Madrid
  • Árbitro: Carlos Delgado Ferreiro
  • • Público total: 65000
4
TF
1

Real Madrid 4 x 1 Sevilla: Merengues superam tropeços com goleada e hat-trick português

Real Madrid 4 x 1 Sevilla: Merengues superam tropeços com goleada e hat-trick português

Getty Images

Após empate com Barça e derrota para o Granada, Real e Cristiando Ronaldo se recuperam em grande estilo. Além dos três gols do camisa 7, Benzema também marcou e Manu descontou.

Por Matheus Quelhas

Real se impõe sem maiores dificuldades e abre boa vantagem no placar

Mesmo dominando desde o primeiro minuto de jogo, o Real teve a sua primeira chance "somente" aos 10 minutos, quando Kaká - que voltava ao time como titular - bateu cruzado do bico da grande área e obrigou o goleiro Beto a realizar sua primeiro boa defesa.

Aos 14 e aos 16 minutos, Kaká - no contra-ataque - e Modric em chute de fora da área assustaram o arqueiro adversário, e o gol amadurecia na casa dos merengues. Saiu aos 17 minutos, em lance um tanto quanto inusitado. Higuaín recebeu lançamento na esquerda e ajeitou para o cruzamento de Cristiano Ronaldo, que foi desviado pela marcação, dando um presente para Benzema em cima da linha do gol, e ele só empurrou para abrir o placar.

Logo depois, aos 21, Kaká teve espaço na intermediária mas bateu em cima do goleiro. Mas o companheiro Cristiano Ronaldo não precisou de espaço e aos 25 pedalou, passou pela marcação e soltou uma bomba de perna esquerda: golaço e dois a zero para o Real Madrid.

A superioridade Madrilenha era tamanha, que a primeira finalização dos visitantes aconteceu aos 29, quando Jesús Navas, o melhor dos Rojiblancos, chutou no meio. E a grande chance de empate apareceu dois minutos depois, em jogada do mesmo Navas, que passou por Coentrão e cruzou para Reyes. A finalização foi no canto, mas Diego López mostrou boa colocação e reflexo para fazer a defesa.

Antes do fim da primeira etapa, os Blancos ainda tiveram duas chances de ampliar o placar, ambas com o dono da camisa 7. Aos 35 ele recebeu lançamento de Kaká no contra-ataque e mandou novamente de perna esquerda, mas dessa vez saiu muito forte. E aos 42, em cobrança de falta venenosa que Sergio Ramos quase emendou para a rede após a defesa esquisita de Beto.

Se na segunda etapa os Sevillistas não mudasseem totalmente de postura e não aceitassem a dominação por parte do Real Madrid, fatalmente sairiam do Santiago Bernabéu goleados, provavelmente com mais algum tento na conta do português, que ainda vê Messi a 12 gols de distância na artilharia.

Fulminante, Cristiano Ronaldo garante a vitória

Mas a atenção dos rojibrancos não durou muito, principalmente a do zagueiro Fazio. O argentino foi enganado pelo quique da bola em recuo e foi obrigado a ver Cristiano Ronaldo surgir em suas costas para bater mais uma vez de pé esquerdo e jogar uma ducha de água fria no Sevilla logo após as prováveis palavras de motivação no intervalo. Eram apenas 30 segundos de jogo.

Aos 9, em jogada de Navas pela direita, Negredo chegou atrasado e não conseguiu o desvio na entrada da pequena área. E aos 13, o camisa 7 do Real Madrid garantiu a vitória marcando pela terceira vez na partida. Ele mesmo arrancou do campo de defesa e abriu com Higuaín, que devolveu bola açucarada na segunda trave para o companheiro consolidar a goleada no Bernabéu.

Quando o embate se encaminhava para uma manutenção tranquila do resultado, Higuaín inexplicavelmente fez falta infantil em cima do zagueiro Navarro no ataque, recebeu o segundo amarelo e acabou expulso aos 20 minutos. Logo depois, Mourinho sacou Kaká e Benzema para lançar Pepe e Callejón, o que fez o jogo cair de produção e as chances diminuirem.

O técnico Emery, do Sevilla, por sua vez, sacou um pouco operante Reyes para lançar Manu. O meia espanhol entrou bem e deu trabalho a Diego López em chute que o goleiro bateu roupa, aos 27. Dois minutos depois, Negredo sairia livre na cara do goleiro do Real e buscaria o ângulo em chute fortíssimo, cruzado, que saiu raspando a trave. O melhor período dos Sevillistas foi brecado pela expulsão de Maduro, que recebeu o segundo amarelo por carrinho e igualou o jogo em cartões vermelhos. Aos 38, foi o arqueiro do Sevilla quem realizou linda defesa, quando Essien puxou o contra-ataque e Callejón bateu colocado, no que seria o quinto gol merengue.

Aos 41, o gol de honra do Sevilla saiu dos pés de Manu, em bela jogada. Ele enfiou uma caneta pra cima de Albiol e avançou com a bola, chutando cruzado e balançando as redes de Diego López. Mas já não havia tempo para mais nada, e o time do técnico Mourinho se recuperou de derrota para o Granada com uma goleada em casa. Na próxima rodada, o Sevilla encara o Deportivo La Coruña em casa, enquanto o Real pega o Rayo Vallecano ainda no Bernabéu. Antes, os Blacos recebem o Manchester United pelas oitavas de final da Champions League. O resultado deixou o Real a 7 pontos do vice-líder Atlético de Madrid e ainda a 16 do arquirrival Barça.

Relacionados