thumbnail Olá,
Ao Vivo

Primera Division

  • 8 de maio de 2013
  • • 16:30
  • • Estadio Santiago Bernabéu, Madrid
  • Árbitro: Jesús Gil
  • • Público total: 60000
6
TF
2

Real Madrid 6x2 Málaga: massacre merengue adia título do Barcelona

Real Madrid 6x2 Málaga: massacre merengue adia título do Barcelona

Getty Images

C.Ronaldo perde pênalti, mas dá a volta por cima e é o principal nome da goleada

Por Tauan Ambrosio (@ambrosiotauan)

O Real Madrid teria que ganhar para não deixar o Barcelona ser campeão espanhol sem nem mesmo ter que entrar em campo. Os merengues fizeram o dever de casa e venceram o Málaga com autoridade: 6 a 2, com grande atuação de Cristiano Ronaldo, que chegou ao seu gol de nº 200 com a camisa do time espanhol. O ponto negativo foi a lesão de Özil, que deixou a partida aos 83 minutos. Com o resultado, os blancos chegaram a 80 pontos, na segunda posição. O Málaga é o sexto, com 53 pontos.

C.Ronaldo, o dono do jogo

A partida já começou com a torcida madrilenha comemorando. Logo aos 3 minutos de jogo, Albiol aproveitou o escanteio cobrado por Modric para, de cabeça, abrir o placar para o time da casa. Os merengues jogavam melhor, apostando sempre nos lances de velocidade, mas o Málaga empatou aos 15’, com Roque Santa Cruz. O paraguaio mostrou oportunismo para aproveitar o desvio feito por Lugano, após escanteio, e só precisou empurrar a bola para as redes.

Cinco minutos depois, Sergio Sánchez derrubou Cristiano Ronaldo dentro da área e recebeu o cartão vermelho. Na cobrança do pênalti, o camisa 7 chutou no meio e o goleiro Caballero defendeu com os pés. Aos 26’, em lance de bola parada na área do Málaga, Xabi Alonso rolou para C.Ronaldo, que chutou para recolocar os blancos na frente. Foi o 200º gol do gajo em 197 partidas pelo time da capital espanhola.

O camisa 7 ainda deu uma de garçom após belíssimo contra-ataque: deixou Özil na cara do gol, o alemão limpou a zaga e bateu colocado. Apesar da desvantagem no número de jogadores, a equipe treinada por Manuel Pellegrini não se entregou facilmente e diminuiu aos 36’, em um golaço marcado por Antunes.

Pouco tempo depois de C.Ronaldo ter um gol corretamente anulado pela arbitragem, o goleiro Caballero sentiu o pé e foi substituído por Kameni, que mal entrou e teve que buscar a bola no fundo das redes: o quarto gol foi de Benzema, com assistência do português da camisa 7.

Domínio merengue, que perde Özil, lesionado

O Real Madrid continuou melhor no segundo tempo. Marcava em cima e dificultava a saída de bola do Málaga. Aos 63’, segundos antes de ser substituído por Di María, Modric recuperou a posse de bola no meio de campo, tabelou e arriscou da entrada da área. A bola desviou na mão de Kameni e bateu na trave antes de ir de encontro ao barbante: 5 a 2.

Como diz o ditado, “nada é tão ruim que não possa ficar pior”, e para o Málaga isso aconteceu aos 73’: Demichelis foi expulso após levar o segundo cartão amarelo, quando derrubou C.Ronaldo na entrada da área. No desenrolar do lance, os merengues tiveram mais um gol anulado.

A equipe treinada por José Mourinho só precisou administrar a vitória. Na reta final do encontro, Özil se lesionou e deixou o campo, deixando o Real Madrid com dez jogadores em campo já que todas as substituições já haviam sido feitas. Di María deu números finais ao jogo aos 90’, em chute colocado de fora da área.

Relacionados