thumbnail Olá,
Ao Vivo

Copa del Rey

  • 9 de janeiro de 2013
  • • 18:30
  • • Estadio Santiago Bernabéu, Madrid
  • Árbitro: Miguel Ángel Ayza Gámez
  • • Público total: 60600
4
TF
0

Real Madrid vence por agregado 5 - 2

Real 4x0 Celta: Cristiano Ronaldo atropela visitantes e garante Real nas quartas

Real 4x0 Celta: Cristiano Ronaldo atropela visitantes e garante Real nas quartas

Getty Images

Português marcou três gols e deu uma assistência na goleada merengue que levou a equipe às quartas-de-final da Copa do Rei da Espanha

Quem foi que disse que Cristiano Ronaldo ficou chateado por não ter ganhado o prêmio Bola de Ouro, entregue na última segunda-feira a Lionel Messi? Se o Celta contava com o português para baixo para passar às quartas-de-final da Copa do Rei, depois de ter conseguido um expressivo 2 a 1 no primeiro jogo das oitavas, então foi imensamente surpreendido. CR7 entrou em campo hoje para mostrar que, se a FIFA prefere Messi, ele não tem nada com isso.

Com três gols e uma assistência, o português chegou à impressionante marca de 174 gols em 172 jogos com a camisa Blanca, tornando-se o sétimo maior artilheiro da história do clube, e garantiu o Real nas quartas, onde terá pela frente o Valencia.

Antes da bola rolar, os nervos estavam à flor da pele no Santiago Bernabéu. Cercado de polêmicas nos últimos dias, José Mourinho foi novamente vaiado pela torcida, enquanto Iker Casillas, titular, teve seu nome gritado pelas arquibancadas. O goleiro, inclusive, foi um dos destaques do time, o que pode complicar muito a vida do treinador, caso ele resolve deixar o ídolo e capitão novamente no banco.

Logo aos dois minutos, porém, os ânimos mudaram. Arbeloa cobrou um lateral, Cristiano Ronaldo recebeu, levantou a cabeça e não pensou duas vezes: soltou a bomba. Gol típico do português, com um chute forte, de fora da área, fazendo um belo arco no ar para morrer no canto oposto do goleiro. Aos 24, Modric, outro que estava em grande noite, tocou para o português, que apareceu no meio da zaga e bateu de primeira na saída do goleiro.

O terceiro poderia ter vindo aos 36, mas o assistente ergueu a bandeira e o juiz anulou mais um gol por impedimento inexiste.

Já na segunda etapa, o Celta voltou com mais vontade. Mais comedido, o Real acabou sofrendo com as jogadas em velocidade de Augusto Fernandéz, De Lucas e Krohn Dehli. Casillas apareceu muito bem duas vezes, espalmando com as pontas dos dedos dois chute com endereço certo, o primeiro de De Lucas e o segundo de Augusto.

Aos 28, Sérgio Ramos fez falta grosseira em Augusto, recebeu o segundo amarelo e complicou a vida do Real ao ser expulso. O Celta tentou partir para cima e sufocou a equipe da casa. Um gol já seria o suficiente para mandar a decisão para a prorrogação.

Eis que surge, novamente, o nome do jogo. Em dois minutos, aos 44 e 45 da etapa complementar, Cristiano Ronaldo mostrou porque é um dos melhores do mundo. Primeiro, com um gol, seu terceiro, em uma arrancada impressionante desde o campo de defesa para receber de Higuaín na ponta esquerda e bater no cantinho. Depois, rolando para Khedira entrar sozinho na pequena área e fechar a goleada em 4 a 0.

Nada de vaias ao apito final; o Santiago Bernabéu foi só aplausos, mas a Cristiano Ronaldo.

Relacionados