thumbnail Olá,
Ao Vivo

Brasileirão Série A

  • 15 de julho de 2012
  • • 18:30
  • • Arena Barueri, Barueri, São Paulo
  • Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez
  • • Público total: 8374
1
TF
1

Palmeiras marca no fim e segura empate com São Paulo no clássico 'Choque-Rei'

Palmeiras marca no fim e segura empate com São Paulo no clássico 'Choque-Rei'

Luis Fabiano, atacante do São Paulo (Crédito: Wander Roberto/VIPCOMM)

Fabuloso abriu o placar. Verdão teve Henrique expulso e pênalti perdido, mas conseguiu o empate no final

No jogo da entrega das faixas para o campeão da Copa do Brasil, o clássico paulista entre Palmeiras e São Paulo terminou empatado por 1 a 1, na Arena Barueri. Os gols foram marcados por Luis Fabiano, pelo time do Morumbi, e Mazinho ao Palestra. O resultado mantem o Verdão na penúltima colocação e afasta o Tricolor do grupo da Libertadores.


TRICOLOR EFICIENTE


Apesar das duas equipes estarem desfalcadas, cerca de 8.000 torcedores viram no frio de Barueri um bom clássico. A partida começou equilibrada com boa movimentação de ambos os times. O Palmeiras teve mais posse de bola, enquanto o São Paulo tentava sair para o jogo.

Só que o time do técnico Felipão não esperava levar um gol logo cedo. Em uma cobrança de falta de Jadson, a bola atravessou a área e Luis Fabiano completou sozinho para o fundo das redes, abrindo o marcador, aos 13 minutos.


PRESSÃO DO PALMEIRAS

Depois do gol, só deu Palmeiras. Sem Marcos Assunção para cobrar as faltas, a equipe teve que criar jogadas pela linha de fundo. Juninho, Mazinho e Betinho apareceram bem, já Valdívia teve dificuldades para sair da marcação.

O campeão da Copa do Brasil criou chances claras de empatar com Betinho. O atacante recebeu duas oportunidades para fazer o gol. Uma ele contou com a falha da zaga e saiu cara a cara com Denis, que fez uma grande defesa, e a outra na cabeçada por cima do travessão após belo cruzamento de Valdívia.

Pela pressão imposta do Palmeiras, o São Paulo teve dificuldades para ficar com a bola e sofreu até o fim do tempo. Denis se destacou e garantiu a vitória parcial.


MESMO ESFACELADO, O PALMEIRAS CRIA CHANCES


Ainda no fim da primeira etapa, Maurício Ramos sentiu dores na coxa e teve que ser substituido. Felipão puxou Henrique que fazia a função de volante para a zaga.

O segundo tempo começou do mesmo jeito que a primeira parte. O Verdão pressionou, entretanto o Tricolor do Morumbi até exerceu alguns contraataques, principalmente com o Osvaldo.

Henrique ainda complicou as coisas para o time verde e branco. O zagueiro fez falta dura na lateral do campo e foi expulso. Com um a menos, a situação era cada vez mais critica para os mandantes.

Apesar da diferença numérica, a blitz palmeirense continuou até resultar em um pênalti. Aos 12 da segunda etapa, Valdívia carregou a bola dentro da área e foi derrubado pelo estreante Rafael Toloi. Porém, na cobrança, Denis defendeu o pênalti do Mago.


EMPATE NA RAÇA


O Palmeiras não se abateu com a expulsão e pênalti perdido. A confiança e a motivação empurravam o time na Arena Barueri. O São Paulo, pelo contrário, não soube usar a vantagem de um a mais para definir o resultado.

A pressão foi premiada em gol para o Verdão. Em cobrança de escanteio, Mazinho teve duas chances de finalizar. Na primeira, Denis fez excelente defesa, mas a bola voltou para o atacante, que dessa vez, colocou no fundo das redes e garantiu o empate.

O resultado foi justo pelo que o Palmeiras fez no jogo. O Tricolor do Morumbi poderia ter feito mais, entretanto se limitou em apenas se defender para sair nos contraataques. No fim, a equipe de Luis Fabiano ainda quis arriscar ao ataque, mas teve que tomar cuidado com as saídas palmeirenses. A partida terminou em 1 a 1.

Pela 10ª rodada do Brasilerião, o próximo adversário palestrino será o Coritiba no reencontro dos finalistas da Copa do Brasil no Couto Pereira, nesta quinta, às 21h. Já os sãopaulinos recebem o Vasco, quarta, às 21h50, no Morumbi.

Relacionados