thumbnail Olá,
Ao Vivo

Copa do Brasil

  • 5 de julho de 2012
  • • 21:50
  • • Arena Barueri, Barueri, São Paulo
  • Árbitro: Wilton Pereira Sampaio
  • • Público total: 28557
2
TF
0

Palmeiras sai na frente do Coxa na decisão

Palmeiras sai na frente do Coxa na decisão

Divulgação

Verdão aproveitou bem as cobranças de bola parada de Marcos Assunção para construir um placar favorável

O Palmeiras larga na frente na grande decisão da Copa do Brasil. Por 2 a 0, os comandados de Luiz Felipe Scolari venceram o Coritiba nesta quinta-feira, na Arena Barueri, em jogo iniciado às 21:50 (horário de Brasilia). Valdivia, de pênalti, e Thiago Heleno marcaram os gols.

Coxa faz bom primeiro tempo, mas gol de pênalti deixa o Palmeiras em vantagem

Sem Barcos, que teve uma crise de apendicite de última hora e ficou fora da decisão, o primeiro tempo do Palmeiras passou longe de ser satisfatório, bem como indicava a expressão do técnico Luiz Felipe Scolari do lado de fora das 4 linhas.

Os donos da casa erravam passes bobos, não marcavam bem - sobretudo no meio-campo -, tinham má saída de bola e levavam a pior contra quase a totalidade das jogadas de um-contra-um do ataque coxa-branca, principalmente as de Rafinha e Everton Costa.

Logo aos 7 minutos, Júnior Urso botou a bola na frente e ficou cara-a-cara com Bruno. O goleiro saiu muito bem do gol e fez a defesa. Pouco depois, Lucas Mendes atacou pela esquerda, nas costas de Artur, e cruzou para Rafinha, que chegou livre, mas - desequilibrado - bateu por cima. Gil também se aventurou na tentativa de abrir o marcador. Ele pegou a sobra de um escanteio, mas escorregou na hora de finalizar e pegou muito embaixo da bola.

Mais para frente, no decorrer do confronto na Arena Barueri, o Verdão teria mais um susto. Thiago Heleno chutou a bola contra o corpo de um jogador adversário e deixou o mesmo Gil e Everton Costa com condições de dominar e balançar a rede. O primeiro, porém, se precipitou e devolveu o presente para Bruno, que deveria ter saído do gol e não o fez. Faltou tranquilidade.

Finalmente, após muito sofrimento da maior parte dos quase 30 mil presentes no estádio, o Palmeiras foi à frente e, diferente do Coritiba, conseguiu converter. Marcos Assunção cobrou falta na área e Betinho - substituto de Barcos - acabou ficando livre no segundo pau, pronto para empurrar a bola para dentro da meta de Vanderlei. O atacante, porém, foi agarrado por Jonas e caiu. O árbitro não hesitou e marcou a penalidade, muito bem cobrada por Valdivia.

Mano Menezes - Brasil (Rafael Ribeiro / CBF)
Coritiba volta do intervalo mais sonolento e leva o segundo

Talvez abalado com o gol sofrido nos acréscimos da etapa inicial, na qual foi melhor, o Coxa voltou do vestiário bem mais sonolento, sem conseguir exercer o domínio de antes. O Palmeiras, por sua vez, também não ameaçava.

A primeira jogada de perigo só foi ocorrer aos 18 minutos, quando Juninho soltou uma bomba de fora da área. Vanderlei levou um susto e teve dificuldades para segurar a bola.

Logo depois, o arqueiro coxa-branca ficou ainda mais assustado, mas dessa vez nada pode fazer. Novamente em falta cobrada por Marcos Assunção, o Verdão chegou à rede. O capitão chutou de longe e contou com o desvio em Lincoln no meio do caminho, antes de acertar a cabeça de Thiago Heleno. O zagueiro cabeceou e ampliou o placar.

Valdivia é expulso, mas Coxa não consegue aproveitar

Valdivia quase prejudicou a festa dos palmeirenses. Infantilmente, o jogador foi expulso da decisão e se junta a Barcos na lista de desfalques de Luiz Felipe Scolari para o confronto de volta no Couto Pereira.

O meio-campista, na primeira etapa, ameaçou jogar a bola no adversário e foi punido com um cartão amarelo. Depois, na etapa final, fez falta tola no centro do gramado e foi "premiado" com o vermelho.

Mano Menezes - Brasil (Rafael Ribeiro / CBF)
Maikon Leite perde chance de matar o jogo

O Coxa, com um atleta a mais, ficava com a bola nos pés, enquanto os donos da casa se fechavam e buscavam o contra-ataque. Em um desses contra-golpes, o Palmeiras esteve muito próximo de "fechar o caixão" da decisão. Maikon Leite saiu frente-a-frente com Vanderlei, passou pelo goleiro, mas chutou desequilibrado e deu tempo do arqueiro se recuperar na jogada.

Coritiba tenta, mas não fura bloqueio do Palmeiras

O Coxa seguiu tentando, mas não foi capaz de furar o paredão formado pelos palmeirenses, que - com um a menos - seguraram-se como puderam. No fim, grande vitória, que dá uma ótima vantagem para a partida no Couto Pereira.

Relacionados