thumbnail Olá,
Ao Vivo

Barclays Premier League

  • 2 de fevereiro de 2013
  • • 13:00
  • • St. James' Park, Newcastle-upon-Tyne
  • Árbitro: H. Webb
  • • Público total: 52314
3
TF
2

Newcastle 3 x 2 Chelsea: Com holofotes em Demba Ba, Sissoko comanda virada sobre o Chelsea

Newcastle 3 x 2 Chelsea: Com holofotes em Demba Ba, Sissoko comanda virada sobre o Chelsea

Getty Images

Enquanto o atacante ex-Newcastle saiu com uma lesão no rosto, Sissoko marcou dois na segunda virada do jogo. Gutiérrez fez o primeiro e Lampard e Mata marcaram para o Chelsea.

Por Matheus Quelhas

Newcastle joga mais, pressiona e vence a primeira etapa


Forçando o jogo pelo lado direito, o time da casa começou ocupando o campo de defesa do Chelsea, e logo no início criou boas jogadas, com Cissé e Gutiérrez, mas sem muito perigo. Apesar de um maior volume de jogo dos Magpies, a primeira oportunidade clara foi do Chelsea, aos 14 minutos: Mata lançou Ashley Cole nas costas da defesa e o lateral rolou para a chegada de Lampard, que pegou mal na bola e mandou muito acima da meta.

A resposta do Newcastle veio após uma saída ruim da defesa dos Blues. A bola foi recuperada por Sissoko, que adiantou para Cissé em boa posição, mas o chute saiu fraco e Cech segurou com firmeza, aos 19. Rondando a área do avdersário mas sem muitas alternativas, os chutes de fora da área apareciam como boa opção, e Cabaye e Santon arriscaram sem muito capricho aos 21 e 22. Entretanto, a pressão era inegável. Aos 27, Gouffran cruzou mal mas a sobra ficou com Sissoko dentro da área, porém ele tentou de primeira e isolou.

Aos 31 minutos o Chelsea chegou novamente com muito perigo, e dessa vez Lampard estava no lugar correto. O capitão dos Blues dominou no meio campo e lançou Demba Ba, que ganhou na velocidade de Coloccini e bateu cruzado. O zagueiro argentino ainda conseguiu desviar, e o rebote voltou na cabeça de Ba, que testou à direita do goleiro Krul. O problema é que para tentar evitar a cabeçada do atacante do Chelsea, Coloccini acertou um forte chute no rosto do senegalês, cometendo pênalti claro não marcado. A partida ficou paralisada por alguns minutos e o centroavante deixaria o gramado pouco tempo depois.

Os donos da casa, que não tinham nada a ver com isso, seguiram tentando abrir o placar. Com 35, Cissé desperdiçou uma ótima chance: Cabaye chutou e a bola parou no companheiro de ataque, que se viu livre na cara do gol. Na finalização ele buscou o canto, mas não o bastante para evitar uma ótima defesa de Cech. Cinco minutos depois, o Newcastle seria premiado pela insistência. Cabaye acionou Santon pela esquerda, que limpou a marcação e mandou na área de perna direita, para Jonas Gutiérrez fazer um leve desvio de cabeça, no cantinho, e abrir o placar para o time da casa. Já nos acréscimos, a equipe de Alan Pardew poderia ter ampliado, mas uma bomba de Sissoko dentro da área acabou bloqueada por Bertrand.

Em nenhum momento da primeira etapa o Chelsea foi melhor do que o Newcastle. Para a sorte dos Blues, os adversários desta tarde não tiveram qualidade suficiente para traduzir em gols a superioridade na partida. Há de se citar também o pênalti não marcado em cima de Demba Ba, no lance que inclusive tirou o jogador da partida.

Golaços quase dão vitória ao Chelsea, mas Sissoko garante os três pontos

Antes dos 10 minutos, Frank Lampard mostrou de forma bem prática o resultado da conversa no vestiário: recebeu de Ashley Cole, saiu da marcação, apontou e soltou um chutaço de fora da área, empatando o jogo com um lindo gol. E antes que pudesse se recuperar do golpe, o Newcastle levou a virada aos 15 do segundo tempo. Torres ajeitou para Juan Mata, que mandou no ângulo, marcando um golaço sem chances para Krul e determinando uma virada que parecia improvável no St. James Park antes da ida para os vestiários.

Porém os Magpies não estavam para brincadeira e trataram de empatar, com uma pequena contribuição do zagueiro John Terry. Jonas Gutiérrez ligou contra-ataque com Cissé aos 22 minutos e o zagueiros dos Blues tentou se antecipar mas acabou ficando no caminho no giro do atacante, que adiantou para Gouffran. O francês bateu forte e Cech espalmou, mas na sobra Sissoko coroou uma excelente atuação marcando seu primeiro gol com a camisa do Newcastle e deixando tudo igual novamente.

Logo depois do gol, aos 26, o próprio Sissoko acreditou em chutão da zaga, venceu Ashley Cole na corrida mesmo saindo muito atrás e carregou até invadir a área e bater cruzado, obrigando o goleiro do Chelsea a mandar pra escanteio - arrancando muitos aplausos da torcida presente. E a disposição do volante francês parecia não ter fim, pois aos 37 ele recebeu de Cissé, colocou Ivanovic pra dançar e bateu de bico, porém em cima de Cech.

Lampard teria a chance de marcar o gol da vitória um minuto depois, quando Oscar passou fácil pela marcação, buscou Torres e o rebote sobrou nos pés do experiente meia, que pegou muito mal na bola e isolou. Deveria saber que os deuses do futebol não gostam de gols perdidos - e normalmente punem severamente os que cometem tal erro.

Num jogo aberto, com possibilidade de qualquer equipe sair vencedora, o Newcastle trabalhou muito bem a bola e Sissoko achou Santon invadindo a área pela esquerda. O setor mais fraco da defesa do Chelsea deu espaço e permitiu a devolução para o inspirado francês, que soltou a perna direita e deu números finais ao embate contra os Blues.

Com o resultado, os comandados de Rafa Benítez amargaram seu quarto jogo sem vitória e ainda podem ver o Tottenham ameaçar sua 3ª posição com 46 pontos caso vença o West Brom fora de casa, no próximo domingo - os Spurs chegariam a 45. O Newcastle segue em 15º mas agora abriu seis pontos do último colocado da zona de rebaixamento, o Wigan, que tem 21 pontos. Na próxima rodada, o Chelsea recebe o Wigan e o Newcastle visita o Tottenham, ambos no sábado.

Relacionados