thumbnail Olá,
Ao Vivo

Serie A TIM

  • 3 de fevereiro de 2013
  • • 17:45
  • • Stadio Giuseppe Meazza, Milano
  • Árbitro: P. Valeri
  • • Público total: 35152
2
TF
1

Milan 2 x 1 Udinese: Balotelli não sente o peso da camisa rossoneri e marca dois na estreia

Milan 2 x 1 Udinese: Balotelli não sente o peso da camisa rossoneri e marca dois na estreia

getty

Com gol oportunista e pênalti decisivo (e polêmico), além de várias chances criadas, o estreante foi o destaque da partida e mostrou que pode ser muito útil à equipe de Milão.

Por Matheus Quelhas

Balotelli estreia com fome de bola e deixa o Milan na frente

Com menos de 40 segundos de jogo, o recém-contratado atacante italiano dominou na entrada da área e chutou buscando o canto. O goleiro Padelli não alcançou e só torceu para a bola sair, raspando sua a trave direita. Niang, comparado com o reforço do Milan, parecia animado ao jogar do lado do ex-City e aplicou lindo elástico em cima de Gabriel Silva (ex-Palmeiras) logo aos 3 minutos.

Aliás, a dupla mostrou algum entrosamento apesar do pouquíssimo tempo de treino juntos. Aos 10, Balotelli deixou Niang na cara do gol com bela enfiada de bola, mas o francês chutou em cima de Padelli - que saiu bem-, desperdiçando ótima chance. Pelo lado da Udinese, quase nenhuma criatividade e o esquema com três zagueiros e três volantes dificultavam a vida dos isolados Di Natale e Muriel.

Até que aos 24 minutos, o centro das atenções no jogo abriu o placar. Infiltração de El shaarawy pela esquerda e cruzamento desviado - a defesa cochilou e foi tempo o bastante para Mario Balotelli marcar o seu primeiro gol com a camisa milanista, de perna esquerda. Três minutos depois, ele dominou, levantou a cabeça e mandou um chute com endereço certo, mas Padelli fez uma grande defesa e impediu o segundo do camisa 45.

Aos 38, mais uma jogada dele - sem dúvida o destaque do primeiro tempo. Tabela de Balotelli com Flamini e cruzamento certeiro para El Shaarawy, que já se preparava para desviar para o gol quando Padelli deixou a meta e cortou  a bola à meia altura.

Se chegou a superar expectativas, Balotelli mostrou durante os primeiros 45 minutos que não veio à passeio para Milão, além de estar decidido a ter papel fundamental em um grande clube (espaço que não ocupava no City). Já os bianconeri sofreram muito o esquema defensivo e não conseguiram criar nenhuma jogada com seus jogadores de frente além de poucos cruzamentos, sem nenhuma efetividade.

Udinese iguala o placar em chance única mas Milan sai vitorioso após erro da arbitragem

A primeira finalização da Udinese, ainda que pra fora, mostrava que a equipe bianconeri estava buscando uma nova postura na segunda etapa e não aceitaria tão passivamente o domínio dos donos da casa. Aos 6 minutos, Pinzi lançou para Di Natale, que tentou emendar de primeira mas pegou mal na bola - era uma grande chance. Aos 9, saiu o tento de empate. Após chutão de Allan e desvio providencial de Di Natale, Muriel dominou com Pinzi ao seu lado e de marcador somente Constant. A Udinese não perdoou e mandou para as redes através dos pés de Pinzi, que ainda contou com desvio em Constant para encobrir Amelia.

O gol que igualou o marcador fez efeito no Milan, que caiu de produção e não assustava tanto a meta do goleiro Padelli. A Udinese, por sua vez, passou a ter mais volume de jogo mas também não era contundente nas jogadas de ataque.

Quem voltou a chegar com perigo após o gol logo no início foi a equipe rossoneri. E para variar, com o estreante da noite. Belo cruzamento de Constant aos 23 minutos, pegando de primeira, para Balotelli na risca da pequena área - o chute acabou saindo por cima do travessão. Logo depois, a saída de Nocerino para a entrada de Bojan deu um pouco mais de movimentação ao time de Allegri, e a pressão começou a se desenhar.

Aos 32, Balotelli tentou El Shaarawy dentro da área por cima, e após o corte parcial da defesa Niang chegou soltando uma bomba de pé esquerdo que explodiu na trave da Udinese. Dois minutos depois, Merkel (que havia entrado no lugar do autor do gol Pinzi) recebeu um presente dentro da área do Milan mas demorou o bastante para El Shaarawy chegar salvando o Milan do que seria uma finalização muito perigosa.

Faltando cinco minutos para o fim do tempo regulamentar, Balotelli teria provavelmente sua última chance de marcar e ajudar o Milan, em cobrança de falta. A batida foi certeira, mas Padelli voou no canto e confirmou a boa atuação debaixo das traves dos bianconeri. Até que, já nos acréscimos, El Shaarawy recebeu bola longa, deu um tapa na frente e viu Heurtaux chegar cortando de carrinho, em jogada totalmente normal. Não para o árbitro Davide Massa, que marcou penalidade máxima. Os jogadores da Udinese foram à loucura e reclamaram exaustivamente, mas não puderam impedir a cobrança de Balotelli, que deslocou o goleiro com categoria, marcou o seu segundo gol na estreia e determinou o placar final do embate.

Se a equipe de Allegri parece ter encontrado o caminho das vitórias no campeonato italiano (são oito vitórias nos últimos dez jogos pela Serie A TIM), Balotelli chegou para somar - e muito - aos rossoneri. O atacante italiano foi o destaque do jogo e, mesmo sem conhecer muito bem os companheiros, compensou a falta de entrosamento com muita qualidade técnica. Com o resultado, a equipe de Milão cola na rival Inter, com 40 pontos, e elas permanece empatadas na quarta posição. Já o time de Udine perdeu a chance de se aproximar da zona de classificação à Champions e Liga Europa, e permance em 9º.

Relacionados