thumbnail Olá,
Ao Vivo

Barclays Premier League

  • 29 de dezembro de 2012
  • • 13:00
  • • Old Trafford, Manchester
  • Árbitro: J. Moss
  • • Público total: 75595
2
TF
0

Manchester United 2 x 0 West Bromwich: Sem polêmica, Van Persie define e se isola na artilharia

Manchester United 2 x 0 West Bromwich: Sem polêmica, Van Persie define e se isola na artilharia

Getty Images

United sai na frente com gol contra logo no início, mas no segundo tempo relaxa demais e chega a ser ameaçado. Holandês então sai do banco para ultrapassa Michu na artilharia.

Apesar de em sua última entrevista coletiva o técnico Alex Ferguson garantir que o problema era a muito visada "grandeza" do Manchester United, após a polêmica vitória contra o Newcastle United o técnico do Manchester resolveu mudar - e bastante - a equipe. De uma só vez, retornou com os ídolos e veteranos Scholes e Giggs ao banco, promovendo a volta de Cleverley e Carrick. Além disso, Van Persie começou na reserva, assim como Chicharito Hernandéz, héroi da épica partida na última rodada. Assim, o ataque foi formado por Welbeck e Kagawa, que retornou de uma lesão no joelho sofrida contra o Sporting Braga, pela Liga dos Campeões, em outubro.

De Gea "assiste" primeiro tempo do gramado mas United só marca uma vez

Como é de praxe em seus jogos em casa, o United começou pressionando os visitantes e só descansou quando abriu o placar - no caso desta tarde, não demorou muito. Logo aos 8 minutos, quando o West Bromwich mal tinha passado do meio campo, os Red Devils chegaram pela esquerda com Young, que tabelou com Kagawa e cruzou já de dentro da área. A bola foi em cima de McAuley, que desviou contra o próprio patrimônio: um a zero Manchester.

A liderança precoce no placar somada à inoperância ofensiva de seu adversário conferiu aos donos da casa uma tranquilidade pouco habitual aos comandados de Sir Alex Ferguson. Eles voltaram a levar perigo ao time do West Brom aos 16 e aos 17, em dois lances quase iguais. Ligação direta da defesa para o ataque buscando Welbeck, que por pouco não conseguiu chegar nas duas oportunidades - o goleiro Foster se adiantou e ficou com a bola em ambas as vezes.

O ritmo da partida diminuiu bastante e as oportunidades de gol não deram as caras em Manchester até os últimos 15 minutos de primeiro tempo. Pelo lado visitante, as tentativas se centravam em bolas compridas para o solitário Long, que tentava esperar a chegada dos companheiros ao ataque; e também com Odemwingie, pela ala esquerda, ambas sem sucesso até então.

Aos 32, Kagawa apareceu mais uma vez de forma providencial na armação ofensiva. Ele realizou lançamento primoroso para Valencia na direita, que cruzou buscando Welbeck, mas a bola sofreu um desvio e acabou sobrando limpa para Young na cara do gol. O jogador dos Devils soltou um chutaço de perna direita e viu Foster realizar uma defesa improvável, no reflexo, contando ainda com o travessão para evitar o segundo gol do Manchester United. Apenas um minuto depois, em escanteio cobrado da direita, Cleverley conseguiu matar a bola dentro da área e rolar para Carrick chutar forte, por baixo. A bola venceu Foster, mas não passou por Tamas, que fez o corte em cima da linha.

Antes do apito que encerraria a primeira etapa, os donos da casa quase ampliaram em nova falha dos Baggies. O goleiro Foster recebeu recuo e dominou, mas quando se viu pressionado por Welbeck tentou se livrar rapidamente da bola, escorregou e acabou chutando em cima do atacante do United. A bola rebateu e por pouco não entrou, saindo à direita da meta defendida pelo goleiro que já defendeu o clube de Manchester por três temporadas, de 2007 a 2010.

West Brom melhora e quase marca, mas é Van Persie quem define e se isola na artilharia

A sexta colocação do time treinado por Steve Clarke, acima de clubes tradicionais e poderosos como Arsenal e Liverpool, não se justificou aos olhos do público durante os primeiros 45 minutos do embate contra o líder da Premier League. Sem assustar o goleiro adversário, os visitantes se limitaram a buscar em alguns contra-ataques o gol que daria a vantagem no placar. Mas parecia, ao início da segunda etapa, que a história do jogo poderia ser diferente.

Logo aos 5 minutos, o autor do gol contra McAuley apareceu livre na segunda trave para desviar levantamento na área, entretanto, o instinto de defensor pareceu ter falado mais alto e o zagueiro tentou um cabeceio para trás, mesmo muito perto da trave direita de De Gea. A defesa conseguiu o corte, mas foi de longe a melhor chance dos visitantes na partida.

Pelo menos nos primeiros dez minutos, o controle da partida passou às mãos do West Brom, que tentava com chutes de fora da área - principalmente de Brunt e Dorrans - e cruzamentos, além de algumas jogadas individuais, chegar ao gol de empate. A primeira chegada com algum perigo do United no segundo tempo foi exatamente aos 10, quando Valencia puxou contra-ataque e lançou Young. O atacante devolveu a gentileza e deu passe para o colombiano finalizar dentro da área, em chute que saiu desviado.

Aos 14, Smalling deu espaço e Long conseguiu achar Dorrans na entrada da área. O volante chutou forte, mas Evra apareceu para bloquear a finalização. Um minuto depois, foi a vez de Young receber passe de Valencia em ótima posição - na marca do pênalti - e desperdiçar, em uma furada clássica. Com 20 minutos, em substituição que parecia agendada pelo seu comandante, Kagawa deixou o gramado e deu lugar ao holandês Van Persie.

McAuley aparentava estar querendo igualar a partida de qualquer maneira para apagar seu feito no início do jogo, tanto que apareceu novamente no ataque com muito perigo, aos 24. Após cobrança de escanteio pela direita, o defensor cabeceou no travessão, mas o árbitro Jon Moss assinalou falta em cima de Smalling no lance. Dorrans foi mais um que chegou pela segunda vez, aos 30. Lukaku - que havia entrado no lugar de Rosenberg pouco antes - rolou para o volante pegar forte novamente da entrada da área e ver outro bloqueio da até então intransponível defesa dos Devils.

Aos 36, quando o jogo estava mais aberto do que em qualquer outro momento, Van Persie recebeu na frente e finalizou por baixo, mas Foster evitou o que seria um balde de água fria para os Baggies, com as pernas. Quatro minutos depois, Vidic evitaria finalização de Lukaku de dentro da área, ilustrando a ótima partida realizada individual e coletivamente por todo o sistema defensivo dos líderes.

Um minuto antes do fim do tempo regulamentar, Welbeck quase foi premiado por sua insistência durante os 90 minutos ao receber passe de Valencia na área e finalizar com precisão, mas Foster voou no cantinho para mandar para escanteio. Após a cobrança, no entanto, o ex-comandado de Ferguson nada pôde fazer. Valencia dominou com espaço e tocou para Van Persie, que limpou a marcação e finalizou de perna esquerda para dar números finais ao jogo e chegar aos 14 gols na competição, um à frente de Michu, do Swansea, se isolando na artilharia da Premier League.


Relacionados