thumbnail Olá,
Ao Vivo

Barclays Premier League

  • 15 de dezembro de 2012
  • • 13:00
  • • Old Trafford, Manchester
  • Árbitro: C. Foy
  • • Público total: 75582
3
TF
1

Manchester United 3 x 1 Sunderland: Com assinatura holandesa, United mantém folga na liderança

Manchester United 3 x 1 Sunderland: Com assinatura holandesa, United mantém folga na liderança

Getty Images

Com um gol e uma assistência, Van Persie é decisivo mais uma vez e garante vitória dos Red Devils. Rooney e Cleverley completaram o placar, em jogo que teve reestreia de Vidic.

Sabendo que o rival City havia vencido o Newcastle fora de casa e que, consequentemente, a vantagem de seis pontos na liderança dependia da vitória sobre o Sunderland neste sábado, não havia outra possibilidade ao time de Alex Ferguson que não fosse uma busca determinada pelos três pontos. E confirmando a excelente fase da dupla Van Persie-Rooney, os Red Devils passaram sem dificuldade pelo Sunderland e agora pegam o Swansea no próximo domingo, às 11h30 (horário de Brasília).

Líder United precisa de apenas vinte minutos para abrir vantagem confortável


Como era de se esperar, os donos da casa partiram para o ataque e tentaram pressionar desde o início de jogo. Aos seis minutos, Rooney ajeitou e Young pegou forte, obrigando Mignolet a mandar pra escanteio. Aos 10, a primeira chance clara. Escanteio cobrado por Rooney e corte ruim da zaga, que Evra pegou a sobra de frente para o gol mas colocou muita força, mandando por cima.

A primeira oportunidade pode ter sido perdida, mas há um jogador que vem chamando a responsabilidade e decidindo para o time de Manchester: Robin Van Persie. E neste sábado não poderia ser diferente. Da mesma maneira que no lance de minutos antes, a bola foi levantada e mal cortada pela defesa - com o grande diferencial de cair nos pés do holandês. Com muita calma e categoria ele colocou no ângulo direito de Mignolet, que só olhou, aos 15 minutos.

Aos 18, o mesmo Van Persie quase aumentou a vantagem em cabeçada certeira no canto esquerdo. O goleiro do Sunderland conseguiu evitar o tento com linda defesa, mas dois minutos depois não teve jeito. Pressionando muito o time visitante, o United chegou ao segundo gol com Cleverley, que tabelou com Carrick e bateu de chapa, dessa vez sem chances para o arqueiro adversário.

E os Red Devils não davam descanso à defesa do Sunderland. Aos 21, apenas três minutos após o segundo gol, os donos da casa quase ampliaram em bela jogada. Van Persie arrancou e tocou pra Young na esquerda, que cruzou na medida para Carrick. O volante ajeitou de cabeça e Rooney mandou um "sem-pulo" muito perto do ângulo direito de Mignolet.

Depois do "Shrek" assustar o Sunderland mais uma vez, desviando cruzamento de Evra de cabeça à direita da meta, surgiu a primeira chance dos visitantes. Em falha de Rio Ferdinand, Gardner recuperou bola no ataque mas parou em De Gea, que fechou bem o ângulo pela esquerda de ataque - eram 24 minutos.

Sem mais pressa, o United passou a apostar em seguros contra-ataques, sem abrir mão da posse de bola no ataque. Sempre acionando Van Persie e Rooney na frente e esperando a chegada de Young e Valencia pelos flancos em velocidade. De relevante antes do apito que determinava o intervalo, só mesmo a correção do árbitro Chris Foy pelo posicionamento da bola em cobrança de escanteio de Gardner - para delício da torcida dos Devils.

Com alguns poucos sustos, Manchester domina e sai com a vitória

Primeiro minuto da segunda etapa e quase o terceiro gol dos donos da casa. Valencia chegou pela direita em velocidade e cruzou para Rooney, que mandou no travessão. No rebote, Young ainda teve a chance e tempo de dominar, mas acabou mandando por cima.

Um minuto depois, no entanto, o Sunderland mostraria que não estava morto na partida. Chegada em velocidade pela direita com Johnson e cruzamento rasteiro para Gardner, que chutou bem, no canto. De Gea voou para defender, e ainda se recuperou a tempo de fechar o ângulo de Sessegon, que havia pego o rebote quase na linha de fundo.

A resposta vermelha veio com requinte de crueldade. Van Persie recebeu lançamento em posição duvidosa e esperou a saída de Mignolet para dar um leve toque de cobertura, que caprichosamente saiu à direita do gol do Sunderland - O holandês quase marcara seu segundo no jogo.

Aos 14 minutos, não houve escapatória. Jogadaça começada por Van Persie na direita, passando por Young e voltando ao ex-Arsenal, que depois de fazer a ultrapassagem, passou entre dois marcadores e tocou para Rooney se adiantar à zaga e colocar o terceiro tento na conta do Manchester. O gol assinalava também a excelente fase vivida pela dupla de ataque do United.

O Sunderland tentava agredir o adversário, porém sem muito sucesso. Destaque para Sessegon: incansável nas arrancadas, o meia beninense era quem dava mais trabalho à defesa formada por Fernandinand e Smalling. Defesa que viu a volta de Vidic, após três meses parado. O sérvio, muito aplaudido pela torcida, teve de se submeter a uma cirurgia no joelho após lesão em setembro deste ano, e substituiu Ferdinand aos 22 da última etapa.

O gol de honra do time visitante veio aos 26 minutos. Após cruzamento rasteiro que desviou na pequena área, a defesa do United deu bobeira e permitiu o cruzamento para Campbell, sozinho, testar na segunda trave e diminuir a diferença. Era o primeiro lance do atacante do Sunderland. O time do técnico Martin O'Neill ainda tentou se lançar ao ataque, mas com pouca efetividade.

A entrada do craque Ryan Giggs nos últimos 15 minutos veio para cadenciar a partida e apenas esperar o apito final de Chris Foy, mantendo os seis pontos de vantagem sobre o arquirrival City, segundo colocado na Premier League, e oficializando a 14ª vitória do Manchester na competição.

Relacionados