thumbnail Olá,
Ao Vivo

Barclays Premier League

  • 3 de fevereiro de 2013
  • • 14:00
  • • Etihad Stadium, Manchester
  • Árbitro: A. Taylor
  • • Público total: 47301
2
TF
2

Man. City 2x2 Liverpool: Em grande jogo, Citizens e Reds ficam no empate

Man. City 2x2 Liverpool: Em grande jogo, Citizens e Reds ficam no empate

Getty Images

Com emoção do começo ao fim e direito a golaços de ambos os lados, Manchester City e Liverpool saem de um dos melhores jogos da temporada frustrados pelo resultado

Se alguém pensou que o jogo no Etihad não seria um duelo digno de um time da camisa do Liverpool e dos atuais campeões da Premier League, estava muito enganado. O grande duelo da rodada na Inglaterra não decepcionou. Um jogaço do começo ao fim, com direito a golaços, ânimos acirrados e muita emoção. Naquele que pode ter sido o melhor jogo da temporada no Campeonato Inglês, City e Liverpool ficaram no 2 a 2, com gols de Dzeko e Aguero para os donos da casa e Sturridge e Gerrard para os visitantes.

O resultado pode ter sido justo pelo espetáculo, mas certamente não foi bom para nenhum dos dois lados. Com 53 pontos, o Manchester City está agora a nove dos Red Devils, na liderança. Já o Liverpool, com 36, viu o Arsenal se distanciar, com cinco a mais, na sexta posição, e se encontra também a nove pontos da zona de classificação para a Liga dos Campeões. Ambos os times voltam a campo no fim de semana que vem, quando os Reds recebem o West Bromwich em Anfield e o City visita o Southampton no Saint Mary's Stadium.

O jogo

O City abriu a partida com um chutaço de David Silva antes do primeiro minuto, pegando de fora da área e obrigando o goleiro Pepe Reina a espalmar para escanteio. Um pouco tímido, o Liverpool levou cerca de 10 minutos para entrar de verdade no jogo, e os Citizens tiveram mais volume durante esse tempo. Logo depois o time de Brendan Rodgers acordou, e passou a criar todos os tipos de problema para os donos da casa.

Com Sturridge inspirado, o Liverpool chegou com perigo pela primeira vez aos 13 minutos, quando Glen Johnson levantou para o atacante tirar de Hart com um toquinho de primeira e empurrar para o gol vazio. Zabaleta se enfiou no meio e mandou para a linha de fundo. Pouco depois, aos 16, Suarez invadiu a área, colocou a bola no meio das pernas de Lescott e partiu para cima do goleiro Hart, mas o zagueiro se recuperou e tirou novamente. Aos 20, o uruguaio teve mais uma oportunidade depois de Lescott sair jogando errado. A bola passou muito perto. O Liverpool assustava e estava sufocando o City quando os donos da casa, em uma cobrança de lateral, conseguiu abrir o placar.

David Silva recebeu e percebeu a passagem de James Milner na esquerda. O winger rolou para Edin Dzeko, completamente sozinho na pequena área, empurrar para as redes. Foi um duro golpe para o time de vermelho, que era melhor no jogo. Mas nada de desânimo. Apenas seis minutos mais tarde, Sturridge recebeu de Gerrard fora da área e bateu com o bico da chuteira. Uma bomba sem qualquer chance de defesa para Hart que literalmente estufou as redes do Etihad Stadium para empatar. Em respeito ao time que o revelou, o atacante, que chegou ao seu terceiro gol na Premier League desde que se juntou aos Reds em janeiro, não comemorou.

Os jogadores do City reclamaram muito com o juiz de uma falta em Dzeko na origem da jogada. O bósnio caiu pedindo atendimento, mas o juiz mandou seguir e os jogadores do Liverpool não colocaram a bola para fora.

Aos 44, Zabaleta quase marcou contra ao se desentender com Hart e tocar para trás quando o goleiro saiu para fazer a defesa. Foi por muito pouco, mas a bola saiu em escanteio. Aos 45, Suarez teve mais uma chance, mas Hart caiu e pegou sem rebote.

Como acabou o primeiro tempo, começou o segundo: Liverpool só pressão para sufocar o City. Os azuis de Manchester se desdobraram para impedir a virada logo aos 5 minutos, quando Suarez tocou de primeira, com categoria, para Carragher. Lescott se enfiou na frente do zagueiro e tirou em escanteio.

A partir dos 17 minutos, o jogo, que já era bom, ganhou um ritmo alucinante. Suarez tentava de um lado, e imediatamente o City respondia com Aguero do outro. Downing tentava um chute, Dzeko recebia um cruzamento de Milner no outro canto. Até que, aos 28, Steven Gerrard, com um clássico 'Gerrard', virou para os visitantes, melhores em geral durante quase todo o jogo. Clichy tirou a bola da área de qualquer jeito, Gerrard matou no peito, deixou quicar e chutou com peito do pé, de primeira. A bola ganhou um efeito lindo e entrou no cantinho de Joe Hart. 2 a 1 para os visitantes.

A vitória para o Liverpool não teria sido um resultado nada injusto, mas o time, impressionante na sua performance, teve duas falhas defensivas clamorosas que resultaram em dois gols para o adversário. Sete minutos depois do tento de Gerrard, Kun Aguero recebeu pela direita do ataque e Pepe Reina saiu do gol destrambelhadamente. O espanhol foi quase até o corner para tentar desarmar o argentino. Kun bateu para o gol como deu e acabou acertando um belíssimo gol, quase sem ângulo, para empatar.

A partida continuou em ritmo forte até o fim. Sturridge e Glen Johnson tiveram duas oportunidades para o Liverpool, enquanto Maicon conseguiu mais um chute para o City. Aos 50 minutos, com um escanteio para os Reds, o juiz apitou o fim de um verdadeiro jogaço.

Relacionados