thumbnail Olá,
Ao Vivo

Copa Libertadores da América

  • 23 de janeiro de 2013
  • • 22:00
  • • Estádio de Liga Deportiva Universitaria (La Casa Blanca), Quito
  • Árbitro: W. Roldán
1
TF
0

LDU 1 x 0 Grêmio: Trave e falta de pontaria determinam derrota do Grêmio na estreia

LDU 1 x 0 Grêmio: Trave e falta de pontaria determinam derrota do Grêmio na estreia

Lucas Uebel | Grêmio FBPA

Com pelo menos quatro grandes chances desperdiçadas, o tricolor gaúcho não contava com o gol marcado por Feraud aos 34 do 2º tempo e agora vai buscar a classificação em casa.

Eram muitos os ingredientes da partida pela pré-Libertadores entre LDU e Grêmio. Pelo lado equatoriano, os anos recentes de sucesso nas competições continentais contrastando com a fase não tão boa vivida pela Liga, que mesmo assim se classificou para o torneio e contava com apoio incondicional de sua torcida. O Grêmio por sua vez, contava com várias novidades na escalação e no banco, além da espinha dorsal da equipe que fez uma boa temporada passada, que foi mantida. 

"Nova LDU" e Grêmio mostram muito pouco mas tem chance de marcar

O primeiro lance que pode ser considerado como oportunidade de gol apareceu somente aos 15 minutos, quando Garcés subiu entre Cris e Saimon e testou à esquerda de Dida. A jogada se repetiria por várias vezes, sempre pela direita de ataque da LDU - isso porque Reasco atuava improvisado do lado oposto, após a lesão de Rojas, que deu lugar ao conhecido Urrutia.

A Liga voltou a assustar o Grêmio quando Hidalgo recebeu com muito espaço pela direita e cruzou por baixo. A bola cruzou toda a área e Garcés não chegou, mas Pará sofria com as investidas de Vitti e Hidalgo, auxiliados pelo atacante Feraud. O tricolor respondeu um minuto depois, com a primeira chegada consistente ao ataque. Zé Roberto adiantou para Tony, que foi à linha de fundo e cruzou só um pouco forte para Moreno, na segunda trave, quase desviar.

Aos 27, Saimon desviou cruzamento de Vera pra trás e viu seu companheiro de zaga Cris se abaixar para não mandar contra o próprio patromônio, e a bola saiu perigosamente em escanteio. Garcés acompanhava de perto a jogada.

Elano, diante da dificuldade de criação de jogadas, passou a tentar mais jogadas individuais pela direita e conseguiu sofrer a falta em duas oportunidades. Em uma delas, o levantamento na área proporcionou a melhor chance do Grêmio no primeiro tempo até então: confusão após a saída ruim de Dominguez e finalização bloqueada por duas vezes - na segunda, o próprio Elano chegou batendo forte da entrada da área e levaria muito perigo ao gol da LDU.

Antes do apito determinando o intervalo de jogo, o estreante Willian José desperdiçou uma grande oportunidade de marcar e abrir o placar para o time brasileiro. Após contra-ataque ligado muito bem por Dida, Elano recebeu na direita e demonstrando muita visão de jogo cruzou para o atacante recém-chegado aparecer livre na segunda trave, mas ele testou para baixo e viu Dominguez segurar firme.

Com 16 jogadores contratados para esta temporada, o time que ficou famoso por chegar às finais e ser campeão dos principais torneios sulamericanos entre 2008 e 2010 mostrou que já não é sombra daquelas equipes. Já o Grêmio mostrou firmeza na defesa mas ainda falta ritmo de jogo ao time de Luxemburgo.

Tricolor gaúcho desperdiça chances e é castigado com gol solitário no fim


Diferentemente da primeira etapa, logo aos 3 minutos poderia ter saído o primeiro gol do jogo. E foi o Grêmio quem chegou. O cruzamento de Pará fatalmente encontraria Marcelo Moreno ou Zé Roberto na área, mas Morante chegou para fazer o corte de forma providencial, evitando o que seria uma chance claríssima. Aos 8, foi o goleiro Dominguez que evitou o gol gremista após defender chute do mesmo Pará, uma bomba de fora da área. Dois minutos depois, Souza apareceu para emendar de primeira rebote de bola levantada e obrigar o arqueiro da Liga pegar no reflexo, em dois tempos.

Se não deu na primeira, poderia ter dado na segunda. Aos 14 minutos, o volante Souza apareceu mais uma vez para finalizar, mas dessa vez ele estava completamente sozinho dentro da pequena área e conseguiu fazer o mais difícil: mandar no travessão da LDU, para desespero de seus companheiros. Só dava Grêmio na partida e Zé Roberto voltou a assustar Dominguez em chute na rede pelo lado de fora aos 24 minutos.

O time brasileiro parecia estranhamente acomodado, talvez pela clara fragilidade do adversário, que não ameaçava a defesa tricolor, e parecia pensar que abriria o placar a qualquer momento. Vargas, que entrara no intervalo, era o mais perigoso do ataque gaúcho, mas não estava em noite inspirada. Até que perto dos 27 minutos, Dida se chocou com um adversário em cruzamento na área e sentiu o ombro direito, pedindo substituição após alguns testes ainda no gramado. Marcelo Grohe, titular da camisa azul, preta e branca durante o ano passado, entrou, mas quase não teve tempo de chegar às balizas antes de ser surpreendido pelo gol da LDU.

Após cruzamento da esquerda, Vera dominou na área em falha de marcação e soltou um chutaço, que Marcelo desviou e explodiu na trave. O rebote ficou para Saritama, que tocou de cabeça antes de Garcés testar na pequena área, para nova excelente defesa de Grohe, mas Feraud finalizou pela terceira vez consecutiva dentro da área do Grêmio e abriu o placar aos 34 minutos.

A equipe brasileira ainda teve chances de empatar antes do apito final. Zé Roberto chegou pela esquerda para cruzar na cabeça de Marcelo Moreno, aos 38, mas o boliviano mandou pra fora. Já nos acréscimos, Fernando acertou a trave com belo chute após bola rolada por Zé Roberto e ficou por isso mesmo.

Mesmo jogando melhor que seu adversário, esta noite o Grêmio não aproveitou as oportunidades e acabou saindo com uma derrota do estádio da Liga Universitaria de Quito. Fica a esperança para seus torcedores de que a boa atuação seja repetida na Arena na próxima semana - mas desta vez com gols.


Relacionados