thumbnail Olá,
Ao Vivo

Brasileirão Série A

  • 16 de setembro de 2012
  • • 18:30
  • • Beira-Rio, Porto Alegre, Rio Grande do Sul
  • Árbitro: Heber Roberto Lopes
  • • Público total: 5448
2
TF
2

Internacional 2 x 2 Sport: Empate retrata superioridades diferentes em cada tempo

Internacional 2 x 2 Sport: Empate retrata superioridades diferentes em cada tempo

Divulgação

Após primeiro tempo apático, Inter pressiona e consegue o empate, mas fica nisso. Rithelly e Gilsinho marcaram para o Sport; Cassiano e Damiao empataram no 2º tempo.

No duelo entre as equipes no estádio do Beira-Rio deu empate com gostinho de derrota para ambas as partes: 1 a 1. O resultado não alterou as respectivas posições na tabela, 7ª do Inter e 17ª do Sport. Na próxima rodada, o Inter recebe, novamente em casa, o Bahia, enquanto o Sport volta ao Recife para pegar o Coritiba.

Inter entra desligado e Sport cria e aproveita chances para abrir logo dois a zero no primeiro
tempo

Com apenas dois minutos de jogo, Muriel teve de fazer a primeira grande defesa do jogo, em chutaço de Renê de fora da área. O lance ilustrou a determinação que o Sport trouxe para o gramado do Beira-rio desde o primeiro segundo de partida.

Do lado colorado, Damião recebeu passe açucarado de Forlán, mas, sozinho com o goleiro Saulo, preferiu tentar de letra e acabou desperdiçando grande chance para os donos da casa, aos 8 minutos. Logo depois, Edson Ratinho também assustou os pernambucanos com chute de longe, que Saulo mandou pra escanteio.

Aos 19 minutos, mais uma excelente defesa do goleiro gaúcho, dessa vez em chute de Rithelly. E foi ele mesmo quem completou para as redes, abrindo o placar em Porto Alegre após boa trama ofensiva do time do Sport. O gol ocorreu já aos 36 da primeira etapa, e se você acha que o primeiro tempo já estava no fim, certamente não aguardava os próximos capítulos do jogo.

Faltando três minutos, o Sport ampliou com Gilsinho, que mergulhou no chamado "peixinho", para desviar cruzamento de Moacir, um dos melhores jogadores da primeira etapa; sem perder o fôlego, Edcarlos ficou frente a frente com o goleiro Muriel aos 44 minutos mas mandou uma cavadinha por cima do gol, livrando o Inter do que seria uma saída desmoralizante para o intervalo. Não que já não tenha sido na opinião da torcida colorada, que a partir do segundo tento passou a vaiar e na saída de campo intitulou o elenco de "timinho".

Sport abdica do ataque e Colorado por pouco não consegue a virada

Se na primeira etapa a garra do time pernambucano se sobressaiu ao marasmo dos donos da casa, o técnico Waldemar Lemos pareceu ter dado um tiro no pé durante a conversa no vestiário. O Sport voltou fechado na defesa, buscando os contra-ataques rápidos e abdicando das jogadas ofensivas mais trabalhosas, que envolviam troca de passes e posse de bola.

O Inter aproveitou e passou a pressionar, assumindo o controle do jogo. Jogando principalmente pelo lado direito, o time gaúcho abusava dos cruzamentos na área, mas também não deixava de tentar manter a posse de bola e buscar espaços na defesa pernambucana. Parar de insistir nas jogadas pelo meio e passar a dar prioridade para  as de lado do campo abriu o jogo do time de Fernandão, e consequentemente, a defesa do Sport.

Três minutos depois de D'alessandro assustar Saulo em cobrança de falta, Cassiano não perdoou e diminuiu a vantagem do Sport. Damião recebeu de costas após escanteio, girou e fez o cruzamento: Rodrigo Moledo testou e o goleiro do Sport realizou verdadeiro milagre, parando a finalização à queima roupa, mas no rebote não houve jeito: Cassiano e rede - agora faltava um para o Inter.

Com 20 minutos, o capitão do Inter D'alessandro - que estava inspirado - descolou ótimo passe para Damião, que invadia a área. O atacante tentou cortar a marcação mas acabou se enrolando e desperdiçando sua segunda chance clara no jogo.

Porém em sua terceira oportunidade, o centroavante do Inter e da seleção brasileira não perdoou. Cruzamento da direita e Damião só completou para o fundo das redes, empatando a partida aos 30 minutos do segundo tempo.

A pressão colorada continuou, mas o Sport se segurou na defesa para garantir ao menos um pontinho longe de seus domínios. Rivaldo - que havia acabado de entrar no Sport - gerou um arrepio na espinha dos presentes quando soltou uma bomba de fora da área, mas Muriel, atento, espalmou, aos 38.

No último lance de ataque do Inter, D'alessandro cobrou falta na área e Índio desviou de cabeça, mandando muito perto da trave esquerda de Saulo, que só observou a bola sair pela linha de fundo.

     
   

Relacionados