thumbnail Olá,
Ao Vivo

Primera Division

  • 2 de fevereiro de 2013
  • • 19:00
  • • Estadio Nuevo Los Cármenes, Granada
  • Árbitro: Antonio Miguel Mateu Lahoz
  • • Público total: 22000
1
TF
0

Granada 1 x 0 Real Madrid: Com gol contra de Ronaldo, Real tropeça de novo no Espanhol

Granada 1 x 0 Real Madrid: Com gol contra de Ronaldo, Real tropeça de novo no Espanhol

Getty

Português fez seu primeiro gol contra na carreira e o Real praticamente dá adeus ao título da Liga BBVA

Por Lucas Lopez da Cruz

Jogando fora de casa, contra uma equipe que luta contra o rebaixamento, o Real Madrid teve mais uma atuação pífia na temporada. Com gol contra de Cristiano Ronaldo, os comandados de Mourinho perderam por 1 a 0 e estão cada vez mais fora da disputa com o Barça pelo título da Liga BBVA.

Real no ataque

Mesmo como visitante, com a ausência de Özil e um Cristiano Ronaldo descontado por dores no tornozelo, o Real Madrid iniciou o jogo diante do Granada no campo de ataque. Com muitas trocas de passes laterais e jogadas pela ponta direita com Di María, a equipe merengue buscava pressionar o adversário. Logo aos 5' Khedira abriu o jogo com o argentino, que cruzou na área, mas Higuaín não alcançou e a bola ficou para o goleiro Toño.

Por sua vez, a equipe da casa mostrava com clareza sua estratégia para o jogo. Com duas linhas de 4 na defesa e seus dois homens de ataque caindo pelos lados do campo, a equipe buscava marcar o Real no seu campo de defesa e sair com velocidade nos contra-ataques, e aos poucos a estratégia se mostrava acertada, a medida que o Granada era bastante feliz na marcação.

Contra-ataque efetivo

O Real seguia no seu jogo, trocando passes no campo de ataque e com bolas pelas laterais do campo. Aos 12', depois de conseguir escanteio em arremate de Ronaldo, Di María cobrou na primeira trave e a bola quase entrou direito, mas a arbitragem marcava uma falta de CR7 no defensor.

Modric sentia muitas dificuldades para armar o jogo merengue, que acabava sempre na mesma jogada com Di María e Khedira pelo lado direito, arriscando os cruzamentos na área. Ronaldo se mantinha bastante apagado, só aparecendo nas bolas paradas.

Isso tudo era indício de mais uma noite ruim para o Real, e o Granada sabia disso. Aos 21', Aranda, em rápido contra-ataque, entrou pela ponta direita, invadiu a área e cruzou para Nolito. Um pouco antes do atacante marcar, Arbeloa se jogou para evitar o gol e mandar para escanteio. Mas isso era um presságio. Na cobrança de escanteio de Nolito, Cristiano Ronaldo subiu no primeiro poste e desviou, mas a bola infeliz do português acabou entrando contra a sua meta. Granada 1 a 0.

Mais do Mesmo

Depois do gol, o que se viu foi uma repetição de erros do Real Madrid. Como se não houvesse alternativas de jogo, a equipe de Mourinho insistia nos cruzamentos de Di María, mesmo com o argentino estando longe de área. O Granada ainda levaria perigo aos 43', Ighalo puxou contra-ataque, e no lance individual levou a melhor, mas finalizou por cima do gol. O Real terminava a primeira etapa sem nenhuma finalização contra o gol de Toño.

Mudanças no esquema merengue

Para o segundo tempo, o técnico José Mourinho foi para o tudo-ou-nada. Sacou Khedira e Higuaín da equipe, colocando em campo Callejon e Benzema, em uma tentativa de um 4-2-4, com Xabi Alonso e Modric fazendo o meio campo, e Cristiano Ronaldo centralizado com Benzema. A medida tornou o Real mais agressivo, porém nos pés de Di María a bola continuava a ser rifada na área do Granada.

Aos 53' Nolito fez grande jogada de contra-ataque e lançou Guilherme, mas Di María surgia na cobertura para salvar o Real. Aos 55' foi a vez do Real chegar bem com CR7. O português fez boa jogada pela direita e cruzou rasante, mas Toño fez boa interceptação. Um minuto mais tarde, Ronaldo fez nova jogada e com chute de fora da área obrigou Toño a fazer sua primeira grande defesa no jogo e mandar a bola para escanteio.

Jogo aberto

A medida que o tempo ia passando o Real parecia se soltar cada vez mais no ataque, abrindo espaços para o contra-ataque do Granada, que subia com maior número de jogadores. As falhas na marcação de ambos os lados começaram a surgir, mas a equipe merengue não aproveitava as chances e falhava muito no passe final. Por sua vez, os donos da casa ensaiavam os contra-ataques, levando cada vez mais perigo. Aos 70' Aranda saiu livre pela direita, com muitas opções no meio, mas o passe foi para Nolito que acabou não dominando a bola.

Naquela que foi a melhor jogada de Di María e do Real Madrid no jogo, aos 75" o argentino saiu da ponta, fez jogada individual pelo meio e achou Callejon entrando livre por trás da defesa, mas o espanhol acabou batendo em cima do goleiro Toño.

O jogo se encaminhava para o final e o Real Madrid passava em branco diante do Granada. A equipe da casa ainda promoveu a estreia do argentino Diego Buonanotte, recém contratado junto ao Málaga. Aos 85' o Real desperdiçou sua chance mais viva no jogo. Callejón roubou bola no vacilo de Mainz, invadiu a área e bateu, o goleiro Toño fez milagre, mas a bola sobrou livre para Benzema, que de forma incrível, bateu direto para fora. Os merengue desperdiçavam sua última chance de empate no jogo.

Com a derrota o Real praticamente dá adeus para a Liga BBVA. Já o Granada com a vitória respira fora da zona de rebaixamento.

Relacionados