thumbnail Olá,
Ao Vivo

Amistosos

  • 8 de dezembro de 2012
  • • 22:00
  • • Arena do Grêmio, Porto Alegre, Rio Grande do Sul
2
TF
1

Grêmio 2 x 1 Hamburgo: Tricolor sofre, mas consegue resultado positivo na estreia da Arena

Grêmio 2 x 1 Hamburgo: Tricolor sofre, mas consegue resultado positivo na estreia da Arena

Lucas Uebel/Grêmio FBPA

André Lima e Marcelo Moreno marcaram os dois primeiros gols da nova casa da equipe gaúcha

Por Matheus Harb - Direto da Arena Porto-Alegrense

Não foi fácil, mas o Grêmio conseguiu iniciar a era Arena Porto-Alegrense com o pé direito. No amistoso que marcou a inauguração da nova casa, o Tricolor gaúcho bateu o Hamburgo, da Alemanha, por 2 a 1, e encerrou uma noite de espetáculos com ainda mais motivos para comemorar. André Lima e Marcelo Moreno anotaram para o time da casa, enquanto Westermann fez para os visitantes.

Motivado pela importância da data, o Grêmio foi logo para cima nos primeiros minutos, sem dar espaços para o adversário e atacando em alta velocidade. Leandro puxou contragolpe aos seis minutos, mas exagerou na fome e acabou mandando na rede, pelo lado de fora, ao invés de servir André Lima, que entrava livre pelo meio da área. Mas o destino já estava reservando algo especial para o 'Guerreiro Imortal': três minutos mais tarde, ele venceu a zaga pelo alto para aparar o escanteio batido por Elano e marcar o primeiro gol da moderna Arena tricolor.


A muito custo, o Hamburgo conseguiu se encontrar em campo e equilibrar as ações ao longo do primeiro tempo, mas um episódio fora dos gramados acabou se sobressaindo ao que acontecia dentro das quatro linhas: uma briga na arquibancada foi repreendida com uma sonora vaia de todo o estádio, que só pensava na festa em uma noite que só deveria ser motivo de alegrias.

No segundo tempo de jogo, Luxemburgo sacou a dupla Elano e Zé Roberto, comprometendo a organização de jogo do Grêmio e dando ainda mais terreno para que os alemães avançassem e dominassem as ações. Sem um setor de armação eficiente, no entanto, tiveram enormes dificuldades para vencer a defesa tricolor com a bola no chão.

A saída foi apelar para a bola parada: aos 25 minutos, Ilicevic cobrou escanteio na entrada da área e o capitão Westermann, melhor jogador em campo, esperou a bola quicar antes de mandar um chute forte, contar com o desvio na zaga e vencer Marcelo Grohe, empatando a partida. Por um momento, o cenário se apresentou cada vez menos animador para o torcedor tricolor, que seguiu vendo o Hambugo empilhar chances durante a segunda etapa, mas pecar no penúltimo passe.


Porém, de que valor seria uma festa tão grande sem a vitória? Quando o 1 a 1 parecia o resultado mais provável, o zagueiro Saimon deu combate no meio-de-campo e iniciou um contragolpe mortal para o time da casa. Marquinhos recebeu a bola em seguida, carregou para o canto direito da área e cruzou no segundo pau para Marcelo Moreno, que entrou no intervalo, finalizar de primeira e fazer a Arena explodir em um único som, que promete ser ouvido muitas vezes nos anos que se seguem.

Relacionados