thumbnail Olá,
Ao Vivo

Brasileirão Série A

  • 6 de outubro de 2012
  • • 18:30
  • • Engenhão, Rio de Janeiro
  • Árbitro: Felipe Gomes da Silva
  • • Público total: 21685
1
TF
0

Fluminense 1 x 0 Botafogo: Fred dá mais uma vitória para o Tricolor

Fluminense 1 x 0 Botafogo: Fred dá mais uma vitória para o Tricolor

Nelson Perez/Fluminense

Atacante é o único a marcar em noite de grandes defesas de Diego Cavalieri e Jefferson. Com o gol, Fred iguala-se a Bruno Mineiro na artilharia do Brasileirão.

Como em uma festa de Reveillon, o Fluminense abriu sua contagem regressiva para estourar o champagne. Seguindo a tônica de várias outras partidas, o Tricolor não foi brilhante, mas contou com a eficiência de Fred para sair vitorioso do confronto frente ao Botafogo.

Há dez rodadas do fim do Brasileiro, o Flu mantém seis pontos de vantagem para o Atlético Mineiro. Já o Botafogo, na sétima colocação, vê a Libertadores cada vez mais longe. Agora, a distância para o Vasco está em dez pontos.

Chuva de impedimentos

O início de jogo viu duas equipes com estilos bem distintos. Recheado de meias e jogando pelas laterais do campo, o Botafogo era a imagem de um time desesperado pela vitória. O Fluminense, por sua vez, tentava cadenciar o jogo, esperando surgir uma situação de gol.

Na correria, foi o alvinegro que começou assustando. Logo aos dois minutos, Elkeson dominou no meio da área e Diego Cavalieri, com muita coragem, saiu do gol para abafar o chute.

O Botafogo forçava o jogo pelo lado direito, onde Lucas deitava e rolava nas costas de Carlinhos. Aos 9, foi Jadson quem avançou pelo setor e cruzou. Elkeson bateu de primeira e Cavalieri caiu para uma encaixada espetacular.

Pouco a pouco, o Fluminense foi conseguindo desacelerar a partida e reter mais a bola. Wellington Nem ganhava todas contra Márcio Azevedo e era a principal válvula de escape do Tricolor.

Com sede de gol, os dois lados, contudo, esbarraram em uma marcação insuperável: o braço erguido dos assistentes. A partir dos 15 minutos, uma quantidade enorme de impedimentos - em sua maioria, corretos - foi marcada.

Em constante fora de jogo e no ritmo lento imposto pelo Flu, nenhuma das equipes conseguiu ameaçar mais o gol adversário.

Fred resolve

A lentidão da primeira etapa foi substuída por um jogo de extrema velocidade na metade final de partida. Jogando em transição, o Glorioso quase abriu o placar, aos oito minutos. Seedorf cruzou da direita e Fellype Gabriel, com desvio sutil, tirou tinta da trave do Fluminense.

A partida movimentada, contudo, mostrou-se uma faca de dois gumes para o veloz time do Botafogo. Se o ataque era beneficiado com muitos espaços para operar, a defesa pecava na saída de bola a todo o momento.

Aos 30, Deco bateu falta para a área e Digão, em cabeçada bem executada, obrigou Jefferson a uma grande defesa. No rebote, Gum mandou por cima.

Três minutos depois, as bobeadas da zaga do Botafogo cobraram seu preço. Em jogada muito rápida, Wellington Nem foi lançado por Fred na direita e, após a arrancada, devolveu para o companheiro que, na frente do gol, não desperdiçou.

Arriscado a chegar ao seu quinto jogo consecutivo sem vitórias, o Bota partiu para cima. Porém, com Seedorf aparentando cansaço e muito preso ao lado esquerdo, o time de Oswaldo de Oliveira não conseguiu criar lances de perigo, mesmo após as entradas de Vitor Júnior e Rafael Marques.

Espanando para qualquer a série de escanteios cobrados pelo rival, o Fluminense conseguiu garantir mais uma noite de sono tranquila para os seus torcedores.


Relacionados