thumbnail Olá,
Ao Vivo

Campeonato Brasileiro

  • 18 de novembro de 2012
  • • 17:00
  • • Estádio General Sílvio Raulino de Oliveira, Volta Redonda, Rio de Janeiro
  • Árbitro: André Luiz de Freitas Castro
  • • Público total: 10623
1
TF
1

Flamengo 1 x 1 Palmeiras: Love empata no fim e deixa alviverdes em situação dramática

Flamengo 1 x 1 Palmeiras: Love empata no fim e deixa alviverdes em situação dramática

Divulgação

Partida entre Grêmio e Portuguesa define a sobrevida, ou o descenso, da equipe paulista.

O Palmeiras fez quase tudo certo: foi para cima do Fla, criou chances e saiu na frente dos cariocas em Volta Redonda, neste domingo. Mas perdeu muitas chances e ainda sofreu um gol no final de Vagner Love, que encerrou a partida em 1 a 1 e colocou a sobrevida alviverde nas mãos de terceiros. Vinícius fez o gol dos paulistas.

Com os resultados paralelos, o Palmeiras fica na dependência da vitória do Grêmio sobre a Portuguesa, às 19h30m. Qualquer outro resultado sela o rebaixamento do Verdão para a disputa da Série B, em 2013.

Pressa e pressão

A necessidade do resultado positivo levou o Palmeiras a forçar o jogo a partir do primeiro minuto, o que fazia a equipe confundir velocidade com afobação por alguns momentos. Por outro lado, o Fla, que não tinha mais nada a disputar no ano, diminuía o ritmo e tentava explorar um ou outro erro cometido pela equipe de Gilson Kleina.

O primeiro lance de perigo aconteceu aos cinco minutos: bola levantada na área, Barcos desviou no segundo pau e a bola tocou sem querer no braço de Renato Santos. O árbitro mandou a partida seguir, apesar dos protestos do time alviverde. Tiago Real também passou perto de abrir o placar em chute de média distância aos 17 minutos, mas não conseguiu testar Paulo Victor.

Apostando nos lançamentos para Love, o Flamengo chegava muito pouco, em lances isolados. O camisa 99 teve boa oportunidade aos 26 minutos, mas errou na hora do domínio e deixou a bola correr até o goleiro Bruno. Depois, Amaral arriscou de longe e quase assustou Bruno, que viu a bola passar bem próxima à trave.

A partir dos 30 minutos, o Verdão melhorou um pouco e chegou a exercer certo domínio. A chance mais clara acabou surgindo em uma jogada individual: Mazinho apanhou a bola na ponta esquerda, cortou para a região central do gramado, invadiu a área e tentou limpar Ramon, que fez o corte na hora certa. Depois deste breve momento de superioridade, os paulistas diminuíram novamente o ritmo, provavelmente já pensando no segundo tempo.

Essa atitude por pouco não custou caro: quase nos acréscimos, Hernane fez grande jogada no canto da área e tocou com Love, que apareceu livre na entrada da área para chutar de primeira, por cima do ângulo esquerdo de Bruno.

Alívio e desespero

O segundo tempo começou a exemplo do primeiro, com o Verdão pisando no acelerador em busca do gol redentor. Aos 11 minutos, Barcos entrou na área caiu ao levar um toque leve de Ramon, mas não foi agraciado com a marcação da penalidade.

A insistência deu certo, e a salvação alviverde veio do banco de reservas: Vinicius, que havia entrado há pouco tempo, bateu da entrada da área, Paulo Victor aceitou e a torcida do Palmeiras explodiu de alegria no Raulino de Oliveira.

Foi o suficiente para o Fla acordar novamente para a partida, indo para cima e dando espaços generosos para o Palmeiras matar o jogo na velocidade. Maikon Leite teve a melhor chance delas, recebendo bola em profundidade, avançando em direção a Paulo Victor e batendo para fora. Enquanto isso, Paulo Sérgio, que havia entrado no decorrer da etapa, testou Bruno em duas oportunidades, e o arqueiro acabou indo bem. Mas acabou se perdendo ao acertar o rosto de Román com o braço e ser mandado para o chuveiro mais cedo.

Aos 42 minutos, Maikon teve mais uma grande chance para decretar a vitória, mas demorou para finalizar e acabou desarmado pela defesa. Se a situação já não era a ideal, ficaria ainda pior: Love recebeu bola em profundidade um minuto mais tarde, bateu cruzado e contou com um desvio do argentino Román para vencer Bruno e empatar o jogo em 1 a 1.

Relacionados