thumbnail Olá,
Ao Vivo

Campeonato Europeu

  • 14 de junho de 2012
  • • 15:45
  • • PGE Arena Gdańsk, Gdańsk
  • Árbitro: Pedro Proença
  • • Público total: 39150
4
TF
0

Torres marca dois, Espanha domina, goleia a Irlanda por 4 a 0 e fica próxima da classificação na Euro 2012

Torres marca dois, Espanha domina, goleia a Irlanda por 4 a 0 e fica próxima da classificação na Euro 2012

Getty Images

Atacante aproveitou suas chances e foi o destaque da vitória roja em Gdansk

A atual campeã mostra sua força na Euro 2012. Em partida contra a Irlanda, pela segunda rodada da fase de grupos, a Espanha teve mais uma de suas atuações dominantes e goleou por 4 a 0, ficando muito próxima da classificação às quartas-de-final. O criticado Torres calou os críticos com dois gols na conta, enquanto Silva e Fabregas fecharam a conta para a Fúria.

Tiki Taka total

Impondo-se em campo desde que a bola rolou, a Espanha abriu cedo o placar, dando a impressão que construiria uma goleada sem dificuldades. Iniesta tocou em profundidade para David Silva, que dividiu com a zaga. Torres surgiu em velocidade, ganhou a bola e encheu o pé, sem chances para Given. Na sequência, o próprio Torres quase ampliou em bola ajeitada por Arbeloa.

Enquanto isso, a Irlanda, posicionada quase toda atrás da linha da bola, tentava fechar a área, o que conseguiu com relativo sucesso. As escapadas ao ataque eram raras, já que os lançamentos longos quase sempre terminavam nas mãos de Casillas.

Baixos e altos

A Fúria continuava criando oportunidades, mas exagerava no preciosismo na hora de definir. Em certos momentos, a partida chegou a ficar monótona pela falta de chutes a gol, o que se corrigiu a partir dos 20 minutos, quando Given passou a trabalhar. Iniesta arrancou pelo meio e desferiu um potente arremate, forçando a defesa do arqueiro irlandês. Na sequência, Alba chegou ao fundo, cruzou e Silva cabeceou com perigo.

Até o final da primeira etapa, o time de Vicente del Bosque continuou a aparecer com perigo: Torres saiu duas vezes contra Given, mas ou deixava de chutar, ou demorava para tal. Iniesta chutou de canhota e o camisa 1 tocou pela linha de fundo, no lance que encerrou os primeiros 45 minutos.

Mantendo o ritmo

Como no primeiro tempo, a Espanha marcou um gol aos 4 minuto: Silva recebeu na área, cortou de dois zagueiros e bateu no canto de Given, que chegou a tocar na bola, mas não evitou que ela entrasse. Não muito depois, Arbeloa tocou para Xavi na área, que bateu com força e forçou o goleiro irlandês a fazer mais um milagre. Busquets também chutou com perigo ao aproveitar rebote de uma cobrança de escanteio.

Os irlandeses tiveram mais liberdade a partir do momento em que o adversário diminuiu a intensidade da marcação na saída de bola. A equipe de verde até arriscou alguns cruzamentos na área, mas não chegou a impor um perigo real aos 'rojos'.

Mais dois gols na conta

Os elogios à nova postura da Irlanda na partida acabaram interrompidos com um erro fatal. Whelan se enrolou com a posse de bola no meio e permitiu o roubo de David Silva. O canhoto lançou Torres, que entrou na cara do gol e só teve de deslocar Given: 3 a 0. Keane aproveitou uma bobeira da defesa espanhola e mandou um chute forte, bem defendido por Casillas.

E ainda houve tempo para o quarto gol da Fúria. Fabregas recebeu bola na área, pelo lado direito, ajeitou e chutou com força. A bola bateu na trave direita e foi morrer no fundo das redes. Era o quarto gol dos ibéricos, e a classificação à próxima fase praticamente garantida.
        

Relacionados