thumbnail Olá,
Ao Vivo

Amistoso

  • 26 de maio de 2012
  • • 10:30
  • • Volksparkstadion, Hamburg
  • Árbitro: F. Brych
  • • Público total: 52000
1
TF
3

Brasil faz primeiro tempo perfeito e vence a Dinamarca por 3 a 1

Brasil faz primeiro tempo perfeito e vence a Dinamarca por 3 a 1

Getty Images

Equipe de Mano Menezes marcou seus três gols nos primeiros 45 minutos

Valorização da posse de bola, marcação por pressão, protagonismo, iniciativa ofensiva. Mano Menezes vem repetindo esses mantras desde que chegou ao comando da Seleção Brasileira. O primeiro tempo do Brasil diante da Dinamarca reproduziu tudo o que seu comandante prega e foi suficiente para definir a vitória de 3 a 1.

Início avassalador

Marcação na saída de bola, pressão, boas trocas de passes e gols. Assim foi o início do Brasil no amistoso diante da Dinamarca. O resultado foi que antes dos 15 minutos de partida, os comandados de Mano Menezes já abriram vantagem de 2 a 0 no placar.

O gol de abertura do marcador veio logo aos oito minutos de partida. A equipe brasileira trocou passes da esquerda para a direita, até a bola chegar em Hulk. O jogador do Porto dominou, abriu para o pé esquerdo e soltou uma bomba, com muita curva, para enganar o goleiro Sorensen. 1 a 0.

Apenas quatro minutos depois, o segundo gol. A marcação na saída de bola do Brasil foi suficiente para desarmar Poulsen no campo ofensivo. A bola ficou para Oscar, que driblou e tocou para Hulk. Na hora da finalização, Zimling apareceu tentando travar e acabou mandando contra.

Um Brasil dominante

A equipe de Mano Menezes não diminuiu o ritmo após marcar os dois gols. A Seleção seguia marcando no campo ofensivo na maior parte do jogo e, muitas vezes, forçava erros de passe ou até desarmava os dinamarqueses lá na frente.

Outro destaque ficava para a intensa movimentação de todos os homens de meio-campo, com Oscar vindo buscar o jogo para fazer a saída de bola e Sandro e Romulo aparecendo na frente para ajudar os atacantes e confundir a marcação.

Dinamarca melhora, mas é o Brasil que amplia

Nos minutos finais do primeiro tempo, a Dinamarca deu sinais de melhora em campo, utilizando principalmente o lado esquerdo do ataque para combinar jogadas e usar a força de apoio de Simon Poulsen para criar problemas para o Brasil.

Só que justamente neste momento, veio o terceiro gol brasileiro, em mais um desarme feito na saída de bola da Dinamarca. Oscar tomou a bola de Agger e iniciou o contra-ataque, que foi puxado por Hulk. O atacante do Porto driblou a marcação e bateu cruzado, na saída do goleiro, fazendo 3 a 0.

Segundo tempo frio e gol irregular

Como era de se esperar, a Dinamarca buscou mais a iniciativa no segundo tempo e o jogo caiu muito de ritmo. Os dinamarqueses mostravam suas claras limitações técnicas ao tentar criar as jogadas, por mais que tivessem algum sucesso em envolver a marcação quando apostavam nas jogadas do lado direito de seu ataque.

Mesmo assim, os comandados de Morten Olsen conseguiram diminuir a vantagem brasileira no marcador, em um gol irregular marcado por Bendtner. Zimling fez bela jogada individual dentro da área e tocou para o centroavante que, impedido, apenas completou para as redes.

Daí em diante, o Brasil voltou a ter mais posse de bola e trabalhar no campo ofensivo, enquanto a Dinamarca buscava ameaçar em jogadas rápidas de contra-ataque. Nada que fosse suficiente, porém, para mudar o placar da partida.

Quem não está no Brasil, pode acompanhar ao vivo os amistosos da Seleção Brasileira no @LIVESPORT.TV. Visite http://www.soccer.livesport.tv!

Relacionados