thumbnail Olá,
Ao Vivo

Brasileirão Série A

  • 29 de julho de 2012
  • • 18:30
  • • Estádio Raimundo Sampaio, Belo Horizonte, Minas Gerais
  • Árbitro: Fabricio Neves Correa
  • • Público total: 11512
2
TF
1

Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras: em jogo de arbitragem ruim, equipe celeste vence com dois gols de Borges

Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras: em jogo de arbitragem ruim, equipe celeste vence com dois gols de Borges

Ramon Bitencourt/VIPCOMM

Os jogadores do Palmeiras reclamaram bastante da marcação do pênalti no primeiro gol e de uma posição irregular no segundo

Em jogo bastante disputado, o Cruzeiro venceu o Palmeiras por 2 a 1 e conseguiu voltar a ganhar no Brasileirão. Borges marcou os dois gols, um de pênalti polêmico e outro em passe de Wallyson. Barcos diminuiu para o Palmeiras em outro lance bastante duvidoso.

Com a vitória o Cruzeiro chega aos 23 pontos na quinta colocação, na próxima rodada o time enfrenta o Fluminense. O Palmeiras fica em situação de alerta, pois tem apenas dez pontos e caiu para a 18ª posição, o próximo adversário é o Internacional.

Domínio celeste e gol polêmico

O Cruzeiro começou a partida mostrando que teria um estilo mais ofensivo, enquanto o Palmeiras tentava segurar os atacantes da equipe mineira e arriscava alguns contra-ataques. Logo aos seis minutos, Wallyson recebeu de Tinga, entrou na área, tentou chute com efeito e quase abriu o placar. Dez minutos depois teve mais Cruzeiro, Borges recebeu de Ceará, dividiu com Henrique e cruzou, mas Bruno, atento na jogada, saiu do gol e defendeu a bola.

A equipe da casa só crescia e dominava as ações do jogo, enquanto o Palmeiras abusava dos erros de passes e deixava Barcos isolado no ataque. Aos 24, Boges encontrou Montillo, que arriscou chute rasteiro e obrigou Bruno a fazer boa defesa. Uma das melhores jogada veio em bola parada, aos 33 minutos, Ceará cobrou falta no travessão de Bruno. Mas, foi em outra falta que veio a polêmica e o gol. Aos 35 minutos, Montillo puxou contra-ataque, e na entrada da área sofreu falta. O árbitro assinalou pênalti, que para os jogadores da equipe paulista foi fora da área. Borges converteu a penalidade batendo bem no canto esquerdo. E a primeira etapa ficou com vitória parcial da equipe da casa.

Borges marca outro e Barcos diminui

Felipão decidiu voltar na segunda etapa com Obina no lugar de Patrik, e no ínicio parecia que ia dar certo. O time paulista ameaçou uma pressão e ganhou algumas faltas, porém o gol não saiu. E se no Palmeiras a finalização não era boa, do outro lado tinha Borges. Aos 10 minutos, Montillo tocou para Tinga dentro da área, que fez o papel de pivô e tentou a jogada, mas a bola bateu em Leandro Amaro e sobrou para Walysson, em posição duvidosa, tocar na pequena área e Borges chutar para o gol vazio.

Três minutos após fazer o segundo gol, o Cruzeiro quase ampliou. Wallyson recebeu lançamento nas costas da defesa e tentou tirar de Bruno, mas o goleiro conseguiu espalmar a bola. O Palmeiras parecia morto, e a entrada de Obina não tinha surtido efeito nenhum. Felipão decidiu tirar Daniel Carvalho e colocar Maikon Leite. E aos 23 minutos, o atacante que saiu do banco entrou na área e sofreu pênalti polêmico de Victorino. Barcos bateu e diminuiu.

O Palmeiras tentou aproveitar o momento para atacar mais e buscar o empate, mas a equipe mineira conseguiu controlar o jogo e começou a segurar a bola no ataque. A equipe paulista tentou algumas jogadas, teve um gol anulado corretamente, mas não conseguiu o empate e a partida terminou em 2 a 1.


Relacionados