thumbnail Olá,
Ao Vivo

Brasileirão Série A

  • 5 de setembro de 2012
  • • 22:00
  • • Estádio Raimundo Sampaio, Belo Horizonte, Minas Gerais
  • Árbitro: Luiz Flavio De Oliveira
  • • Público total: 13957
1
TF
3

Cruzeiro 1 x 3 Botafogo: Seedorf brilha, marca dois gols e ajuda o time a vencer de virada

Cruzeiro 1 x 3 Botafogo: Seedorf brilha, marca dois gols e ajuda o time a vencer de virada

AGIF

Equipe mineira sente falta de Montillo, para na forte marcação botafoguense e na boa partida do craque holandês

O jogo entre Cruzeiro e Botafogo pode ficar marcado como a melhor partida de Seedorf com a camisa do clube carioca. O craque marcou dois gols e participou de forma direta no gol de Jadson. Os donos da casa marcaram com Tinga, mas levaram a virada e sentiram a falta de Montillo.

Com a segunda vitória consecutiva, o Botafogo chega aos 34 pontos e sobe para a sétima posição, passando o rival de hoje. No próximo jogo, a equipe carioca enfrenta o Náutico. O Cruzeiro perde uma posição, fica em sexto com os mesmo pontos do Alvinegro. Na próxima rodada, o rival é o Sport.

Seedorf marca dois e Fogão vira

A partida começou bastante corrida, equanto o Cruzeiro apostava em ligaçãos direta da zaga para o ataque, o Botafogo trocava passes e buscava Elkeson na área. A marcação das duas equipes era eficiente, então poucas chances apareciam. Até os 10 minutos, nenhuma equipe chutou para o gol.

Na primeira grande chance aconteceu o gol. Aos 19 minutos, Souza acertou um laçamento longo, deixou Borges na cara do gol, o atacante chutou e Renan operou um milagre. Porém, no rebote, Tinga acertou bonito chute e abriu o placar. Com a vantagem, o Cruzeiro se empolgou e começou a trocar passes, ameaçando a zaga botafoguense. Aos 24 minutos, Everton recebeu na esquerda, deu lindo drible em Fábio Ferreira e chutou na saída do goleiro, mas a bola passou pelo lado esquerdo do gol.

Quando o Cruzeiro era melhor, brilhou o craque. Aos 35 minutos, Fellype Gabriel cruzou para área e Seedorf chutou de primeira, no canto do gol e anotou um golaço. Não deu tempo de comemorar direito, e o holandês fez mais um. Um minuto depois, Fellype Gabriel dominou dentro da área, fez o papel de pivô e Seedorf chegou chutando no cantinho. Virada carioca, com gostinho holandês.

O Cruzeiro tentou pressionar, mas a marcação botafoguense era superior e não deixou o rival chutar. E a primeira etapa ficou nisso.

Gol de Jadson e jogo definido

Os treinadores mudaram para o segundo tempo, por motivos diferentes. Celso Roth, treinador do Cruzeiro, colocou Welligton Paulista e Élber, tirou Wallyson e Sandro Silva, respectivamente. A mudança daria mais opção no ataque celeste. Oswaldo de Oliveira, treinador do Botafogo, tirou Fellype Gabriel, que sentiu lesão, e colocou Willian.

O segundo tempo prometia uma pressão cruzeirense, porém o time tinha pouca criatividade e não levava muito perigo e para piorar deixava muito espaço para os contra-ataques. E aos 12 minutos, Seedorf recebeu na esquerda, fez lançamento perfeito para Jadson, que dentro da área, driblou Fábio e colocou nas redes. 3 a 1 e complicação para o Cruzeiro.

Os donos da casa partiram para o ataque, mas a falta de criatividade do time era enorme. O Cruzeiro sem Montillo, que se machucou, não conseguia levar perigo ao gol de Renan. A melhor chance surgiu aos 25 minutos, quando Wellington Paulista puxou a bola pela direita, entrou na área e tocou para o lado. Everton chegou chutando e Renan salvou.

Oswaldo de Oliveira ainda colocou Brinner e recuou o Botafogo. O Cruzeiro dominou o meio de campo, mas não transformou a pressão em gol. Com isso, a partida ficou no 3 a 1 com a marca de Seedorf, o melhor em campo.

Relacionados