thumbnail Olá,
Ao Vivo

Campeonato Brasileiro

  • 11 de novembro de 2012
  • • 19:30
  • • Estádio Raimundo Sampaio, Belo Horizonte, Minas Gerais
  • Árbitro: Marcelo de Lima Henrique
  • • Público total: 7772
3
TF
1

Cruzeiro 3 x 1 Bahia: Martinuccio comanda virada celeste em BH

Cruzeiro 3 x 1 Bahia: Martinuccio comanda virada celeste em BH

Washington Alves/VIPCOMM

Resultado serviu para apaziguar a relação entre torcida e equipe

O Cruzeiro não tem mais nada pelo que lutar no campeonato, a não ser melhorar sua relação com a torcida, estremecida nas últimas rodadas. Por um momento, parecia que isso não aconteceria neste domingo, em Belo Horizonte, já que a equipe saiu perdendo para o Bahia, gol de Fahel, ainda no primeiro tempo. Mas havia Alejandro Martinuccio: o argentino marcou duas vezes, uma delas com um golaço, e comandou a virada de 3 a 1 da Raposa. William Magrão completou o escore no final.

Resultado ruim para o Bahia, que ainda vê a ameaça de rebaixamento muito próxima: o time segue na 16ª colocação com 40 pontos, a primeira fora do Z-4. Já o Cruzeiro pulou três posições, e agora é 10º, com 46 pontos.

Bahia é melhor e larga na frente

O jogo começou lento, com poucos movimentos mais incisivos no ataque, mas logo o ritmo aumentou: Fabinho cobrou falta aos 5 minutos e forçou Marcelo Lomba a fazer uma ótima defesa. Pouco depois, Gabriel aproveitou a bobeira de Thiago Carvalho e conseguiu uma situação de dois contra um na área do Cruzeiro, forçando demais no passe rolado para Souza. O mesmo Gabriel criou uma boa chance aos 18 minutos, mas o chute de Hélder acabou espalmado por Fábio.

Esse volume de jogo acabou levando ao primeiro gol do time baiano: em cobrança de escanteio, Jones dividiu com a defesa e a bola acabou sobrando para Fahel, que se jogou e conseguiu empurrá-la para o fundo do gol, apesar dos protestos da defesa celeste, que pedia o impedimento.

O Cruzeiro acordou e parecia que conseguiria reagir, mas conseguiu pouco mais que um chute de Martinuccio que encontrou a junção das traves aos 30 minutos. O Bahia também diminuiu o ritmo, mas ainda teve uma boa situação em finalização de Fabinho dentro da área, já aos 40 minutos.

Martinuccio chama a responsabilidade

O time da casa voltou determinado do intervalo, e conseguiu a igualdade em menos de dez minutos: Martinuccio apareceu na pequena área em cobrança de escanteio e completou o desvio de Anselmo Ramon para encontrar as redes. No lance seguinte, por muito pouco a virada não veio: o mesmo argentino cruzou na área, Lomba afastou mal e Anselmo Ramon cabeceou, mas errou feio a pontaria.

Parecia que a vitória viria do jeito mais difícil. Aos 17, Everton cruzou, Fabinho dominou, se livrou da marcação e perdeu um gol incrível, quase na pequena área. Por sorte, Martinuccio estava com a pontaria calibrada. E como. Ele recebeu ótimo lançamento de Anselmo Ramon e pegou de primeira, com o pé esquerdo, uma bomba que Lomba não teve a chance de defender.

O clima no Independência esquentou, e Sandro Silva e Mancini foram mandados para a rua pelo excesso de força nas jogadas, o primeiro, inclusive, por receber dois cartões amarelos em menos de um minuto.

No fim, teve tempo para mais um bonito gol celeste: Martinuccio e Souza não se entenderam na troca de passes, mas William Magrão aproveitou a sobra do ataque defeituoso e mandou por cobertura, de fora da área, para fechar os 3 a 1.

Relacionados