thumbnail Olá,
Ao Vivo

Copa do Brasil

  • 20 de junho de 2012
  • • 21:50
  • • Couto Pereira, Curitiba, Paraná
  • Árbitro: Wilton Pereira Sampaio
  • • Público total: 28244
2
TF
0

Coritiba vence por agregado 2 - 1

Coritiba vence o São Paulo e é o primeiro finalista da Copa do Brasil

Coritiba vence o São Paulo e é o primeiro finalista da Copa do Brasil

Orlando Kissner

Esta é a segunda final consecutiva do Coxa na competição

O Coritiba é o primeiro finalista da Copa do Brasil. Pela segunda vez consecutiva nesta competição, o Coxa garantiu a vaga na decisão e aguarda o vencedor de Grêmio e Palmeiras, que jogam amanhã, quinta-feira. Os comandados de Marcelo Oliveira bateram hoje, quarta-feira, o São Paulo, por 2 a 0, no Couto Pereira, em jogo iniciado às 21:50. O confronto de ida havia sido vencido pelos tricolores por 1 a 0, no Morumbi.

De cabeça, zagueiro-artilheiro abre o placar no Couto Pereira

Com o Couto Pereira lotado e um clima de decisão no ar, o jogo válido pela volta da semifinal da Copa do Brasil começou quente, apesar do frio de 11ºC marcado nos termômetros de Curitiba. A partida se iniciava com muito nervosismo e era disputadíssima, sobretudo no meio-campo.

As duas equipes se alternavam bem na posse de bola, mas pecavam na hora de dar o último passe e definir suas jogadas. Ambas as zagas estavam bem postadas e os encarregados de tentar quebrá-las eram Rafinha, a favor do Coritiba, e Lucas, a favor do São Paulo. A dupla fez boas jogadas individuais para seus times.

O gol, no entanto, não teve participação de nenhum dos dois. Em cruzamento na área, Emerson, o zagueiro-artilheiro, subiu mais do que todos e conseguiu testar para dentro da meta defendida por Denis. A bola chegou ainda a desviar em Rhodolfo antes de entrar.

O Tricolor tentou a resposta com Luis Fabiano. O camisa 9 limpou a marcação e bateu para o gol. A bola desviou na zaga e acabou voltando para Lucas. De fora da área, o jovem arriscou um chute que levou muito perigo para Vanderlei, passando rente à trave direita do arqueiro coxa-branca.

No final da primeira etapa, a resposta do Coxa. Em 3 minutos, foram 3 finalizações perigosas que contaram com defesas de Denis. Sergio Manoel, Everton Costa e Everton Ribeiro foram os que deram trabalho ao goleiro.

Neymar, Alex - Santos x Corinthians
Coxa faz mais um e garante vaga na decisão

O discurso de Rafinha no intervalo já indicava mais ou menos o que viria na segunda etapa. Na ida para o vestiário, o meio-campista afirmou que o gol convertido no primeiro tempo iria confundir o São Paulo, que ficaria sem saber se atacava ou defendia quando a bola voltasse a rolar.

O Coxa voltou ao gramado com a idéia clara de contra-atacar. A proposta deu certo e foram os donos da casa que tiveram as chances mais contundentes de gol, tirando a oportunidade clara desperdiçada por Luis Fabiano, o qual recebeu ótimo passe, ficou na frente da meta e bateu de bico por cima.

Com Everton Ribeiro, aos 62 minutos, o Coritiba conseguiu o que queria. Roberto avançou na direita, deu bom cruzamento para o meio-campista que, de cabeça, testou para o chão, como manda o figurino, e ampliou. Mesmo baixinho, o jogador, livre de marcação, não perdoou.

Pouco depois, o Coxa teve a oportunidade de liquidar a fatura, mas os jogadores de frente tiveram mais piedade que Everton Ribeiro. No 3 contra 1, o xará Everton Costa bateu no único defensor são-paulino que havia na frente, dando oportunidade do Tricolor crescer e quase marcar na sequência. Vanderlei salvou duas vezes. A primeira em cobrança linda de falta de Luis Fabiano e a segunda após uma boa jogada individual de Lucas, que entrou na área e chutou cruzado.

No fim do jogo, Lincoln, para o Coritiba, e Luis Fabiano, para o São Paulo, chegaram muito perto de alterar o marcador, mas não conseguiram modificar o resultado de 2 a 0 para o Coxa, que garantiu a segunda final consecutiva de Copa do Brasil para os paranaenses.

Relacionados