thumbnail Olá,
Ao Vivo

Campeonato Brasileiro

  • 29 de agosto de 2012
  • • 19:30
  • • Couto Pereira, Curitiba, Paraná
  • Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez
  • • Público total: 12200
1
TF
0

Coritiba 1 x 0 Inter: Gol no 'susto' da vitória aos alviverdes no início do returno

Coritiba 1 x 0 Inter: Gol no 'susto' da vitória aos alviverdes no início do returno

Divulgação

Sem querer, Marcos Aurélio foi o único a marcar em jogo pouco inspirado

O jogo pecou e muito na qualidade, mas isso pouco interessa ao Coritiba. No Couto Pereira, os alviverdes bateram o Inter por 1 a 0, gol de Rafinha, e conseguiram um importante resultado na tentativa de se afastar da parte de baixo da tabela do Brasileirão.

A vitória leva o Coxa aos 22 pontos, enquanto o Inter estaciona nos 31. No domingo, os paranaenses visitam o Botafogo (Engenhão, 18h30m), enquanto os gaúchos recebem o Flamengo (Beira-Rio, 16h).

Pressão vermelha

A partida começou em ritmo lento, com as duas equipes se estudando bastante. Aos poucos, o Inter conseguiu intensificar o domínio da bola, trocando passes sem muita objetividade na intermediária. O Coxa, enquanto isso, se fechava bem a partir de seu campo e saía rápido para os contragolpes, que terminavam de forma precoce, quase sempre em um chute de longe de Ayrton ou algum cruzamento defeituoso.

O primeiro chute a gol foi dado apenas aos 13, em chute pouco perigoso de Alex Santos. Um pouco mais tarde, aos 21, Forlán perdeu a melhor chance, quando Fred chegou pela esquerda, cruzou rasteiro e o uruguaio, sozinho, chutou por cima do gol. Aos 26, Damião recebe na intermediária e tentou achar o camisa 7 na área, mas a bola tomou a direção do gol e explodiu no travessão.

No final do primeiro tempo, a partida perdeu em qualidade e não apresentou perspectivas para nenhum dos lados.

Alívio no susto

O jogo reiniciou com muita disputa na faixa central mas, infelizmente, a criatividade continuou em baixa. Isso até o Coxa encaixar os passes no ataque e fazer o gol da vitória: em triangulação na frente da área, Marcel fez a parede e rolou de calcanhar para Lincoln, que saiu na cara de Muriel. O goleiro defendeu no primeiro momento, mas então Bolívar tentou afastar, a bola bateu em Rafinha e acabou voltando para morrer nas redes.

O que se viu a partir daí foram os donos da casa tentando fazer o tempo passar, enquanto Fernandão fazia substituições na tentativa de mandar o time para a frente. Os lances de perigo, porém, foram esporádicos: uma falta perigosa cobrada por Marcos Aurélio, aos 24 minutos, e uma triangulação de Elton, aos 38. No final da partida, Ayrton acertou a trave em cobrança de falta, mas a partida terminou assim.
       

Relacionados