thumbnail Olá,
Ao Vivo

Brasileirão Série A

  • 17 de agosto de 2014
  • • 16:00
  • • Couto Pereira, Curitiba, Paraná
  • Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro
  • • Público total: 13521
0
TF
1

Coritiba 0 x 1 Flamengo: Rubro-Negro vence com gol marcado por Everton e deixa a zona de rebaixamento

Cariocas jogam com postura defensiva e conquistam vitória magra no Couto Pereira. Coxa amarga mais uma rodada na lanterna do campeonato

O Flamengo venceu o Coritiba, por 1 a 0, no Couto Pereira, na tarde deste domingo, em partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, e deixou a zona de rebaixamento. O gol da vitória Rubro-Negra foi marcado por Everton, no primeiro tempo.

Com a derrota, o Coritiba segue na lanterna do Campeonato Brasileiro, com 12 pontos marcados. Já o Flamengo deixou a zona de rebaixamento e subiu para a 13ª posição, com 16 pontos conquistados.

Primeiro tempo movimentado

Em situação preocupante na tabela do Campeonato Brasileiro, Coritiba e Flamengo não exitaram em buscar o gol e fizeram um primeiro tempo movimentado no Couto Pereira. De um lado, o Coritiba tentou impor o seu ritmo de jogo, enquanto do outro, o Flamengo entrou com a proposta de jogar na base dos contra-ataques.

Os primeiros dez minutos da partida foram de estudo entre os times, mas também de erros de passes na altura do meio de campo. Aos 12, o Flamengo assustou. Canteros desceu pela direita e cruzou. Everton, sozinho dentro da área, testou rente a trave de Vanderlei. E a proposta inicial Rubro-Negra deu certo. Cinco minutos depois, Baraka foi pressionado por Everton, se atrapalhou e perdeu a bola. O atacante, então, avançou, entrou na área pelo lado direito e tocou para o fundo do gol.

O Coritiba despertou com o tento sofrido e passou a pressionar. Aos 24, Robinho puxou contra-ataque e rolou para Geraldo. O atacante deixou dois defensores para trás, mas chutou para fora. A resposta do Flamengo veio logo em seguida. Everton recebeu pela ponta esquerda e cruzpu. Alecsandro, entre dois zagueiros, tocou tirando de Vanderlei, mas a bola acabou indo para fora.

O Coxa chegou outra vez na altura dos 29. Robinho cobrou escanteio, a defesa afastou e a redonda ficou com Norberto. O meia chutou, a bola desviou na zaga e Paulo Victor se esticou para defender. Outra grande chance para o time paranaense ocorreu nos minutos finais do primeiro tempo. Aos 39, Robinho arrancou pela esquerda e cruzou rasteiro. Marcelo desviou e a bola passou rente a trave, fazendo a equipe paranaense ir para o intervalo atrás no marcador.

Ritmo diminui e jogo fica morno

Se o primeiro tempo foi bastante movimentado, não se pode dizer o mesmo da etapa complementar da partida. O Coritiba obteve a maior posse de bola, mas quando não cometia erro de passes, não conseguia penetrar na defesa Rubro-Negra. O Flamengo, por sua vez, voltou para o segundo tempo decidido a não tomar o empate e abriu mão do ataque.

Com dificuldades para criar com seus jogadores de meio, o Coritiba resolveu atacar pelas laterais. Aos 8, Robinho arrancou pela direita e cruzou. A bola fez curva fechada e bateu no travessão, assustando Paulo Victor. Dois minutos depois, o meia cobrou escanteio, Zé Eduardo apareceu no primeiro pau e desviou para fora.

Só que a opção de atacar pelos lados favoreceu ao Flamengo. O time carioca conseguiu afastar o perigo nas jogadas, se fechou e chegou a ficar em certos momentos com os onze jogadores atrás da linha da bola. O Coritiba, pressionado por não conseguir marcar, passou a errar passes na transição da defesa para o ataque e viu a sua situação piorar aos 36 minutos. Robinho segurou Márcio Araújo pelo ombro, recebeu o segundo cartão amarelo e em seguida o vermelho. Melhor para o Flamengo, que administrou o resultado até o fim da partida e conseguiu os três pontos.

Com a derrota, o Coritiba segue na lanterna do Campeonato Brasileiro, com 12 pontos marcados. Já o Flamengo deixou a zona de rebaixamento e subiu para a 13ª posição, com 16 pontos conquistados. Na próxima rodada, o Coxa recebe o Vitória no Couto Pereira, enquanto o Flamengo enfrenta o Atlético-MG no Marcanã.

Relacionados