thumbnail Olá,
Ao Vivo

Barclays Premier League

  • 9 de fevereiro de 2013
  • • 13:00
  • • Stamford Bridge, London
  • Árbitro: M. Dean
  • • Público total: 41562
4
TF
1

Chelsea 4 x 1 Wigan: Blues atropelam em casa e Rafa Benítez respira aliviado

Chelsea 4 x 1 Wigan: Blues atropelam em casa e Rafa Benítez respira aliviado

Getty Images

Em jogo válido pela 26º rodada da Premier League, o Chelsea passa por cima do Wigan no Stanford Bridge e faz Rafa Benítez respirar aliviado.


Por Emanoel Ferreira



Depois que um jornal inglês, o ‘The Sun’, garantiu que, em caso de revés do Chelsea diante do Wigan, neste sábado (9), Rafa Benítez seria despedido, nada melhor para os Blues do que aplicar uma goleada diante da própria torcida. Talvez por isso, apesar do início firme dos visitantes, o Chelsea fez bonito no Stamford Bridge, assinalando quatro gols contra apenas um do adversário.

Começou com o brasileiro Ramires, aos 23’. Depois, já aos 10’ do segundo tempo, foi a vez de Eden Hazard. No minuto seguinte, porém, o Wigan diminuiu com Maloney. Mas nada que o terceiro gol dos blues, assinado por Lampard, aos 43’ do segundo tempo, não fizesse Benítez se acalmar na área técnica. Já nos acréscimos, Marin fechou a goleada.

 

PRIMEIRO TEMPO

 

O Wigan começou ligado na partida. Nos primeiro minutos, coube aos visitantes atormentar a defesa azul, que se virava como podia. Aos poucos, contudo, o Chelsea foi equilibrando o jogo, com intensa participação das saídas de bola de Azpilicueta. Outro jogador que se destacou muito na primeira etapa e, justo dizer, em diversos momentos do segundo tempo, foi o brasileiro Ramires, fundamental para desafogar os momentos de perigo pelos quais passavam os donos da casa.

Aos poucos, o Wigan foi perdendo a posse de bola e o domínio das ações mais efetivas. Aos 15’ do primeiro tempo, o Chelsea já tocava a bola com calma, tentando arrefecer a vontade dos visitantes. Aos 23’, quando o Wigan ainda ensaiava alguma resistência, Fernando Torres entregou para Ramires, na costumeira velocidade, invadir a área e bater fora do alcance do goleiro Al Habsi. Chelsea 1-0.

Nos cinco minutos seguintes ao gol, o Chelsea montou uma verdadeira blitz no campo de ataque. Aos 26’, Hazard cruzou na área, Ramires e Torres brigaram pelo alto com os adversários, mas nenhum deles foi capaz de tocar na bola.

A chuva no Stamford Brigde, que já era incômoda, aumentou um pouco de intensidade. Um show de derrapadas pipocaram por toda parte, com o gramado molhado.

Aos 32’, Frank Lampard forçou o goleiro Al Habsi a operar um milagre. Depois de Azpilicueta fazer ótima jogada pela direita, ir à linha de fundo e cruzar na cabeça de Lampard, o goleirão do Wigan, num puro golpe de reflexo, sob a trave, espalmou incrivelmente para fora. A torcida mal pode acreditar.

Aos 44’, outro lance de perigo em favor do Chelsea. Oscar tramou boa jogada, entregou para Torres que, de primeira, repassou para Azpilicueta invadir a área, cortar e bater longe do gol. Os companheiros azuis melhores colocados reclamaram por terem recebido a bola.

 

SEGUNDO TEMPO

 

No início do segundo tempo, o Wigan mostrou que ainda estava vivo. Arriscando de longe, para aproveitar o gramado molhado, forçava Cech a se virar como podia. Apesar disso, aos 10’, Azpilicueta apareceu novamente na linha de fundo, cortou para dentro e, dessa vez, enxergou Hazard bem colocado. Ele fuzilou forte e marcou o segundo dos donos da casa. Chelsea 2-0.

Dois minutos depois, porém, o Chelsea perdeu a bola no ataque, Maloney invadiu a área, Cech saiu desesperadamente para impedi-lo. Apesar disso, o jogador bateu para o gol e diminuiu. Chelsea 2-1 Wigan.

Nos minutos seguintes, como não poderia deixar de ser, o Wigan se animou bastante. Apesar disso, sob os gritos da torcida, o Chelsea se forçou a retomar o ritmo de jogo. Ramires escapava rápido, hora entregando para Oscar, hora para Lampard.

Aos 41’, Matta faz um belo corta-luz e deixa para Lampard, rasteiro, balançar as redes.

Aos 47’, já nos acrescimentos, o Chelsea ainda ampliou. Azpilicueta avançou pela direita, invadiu a área e bateu cruzado. O Goleiro espalmou, mas Marin estava lá para cabecear e decretar a goleada. Chelsea 4-1 Wigan.

Relacionados