thumbnail Olá,
Ao Vivo

Copa FA

  • 1 de abril de 2013
  • • 08:30
  • • Stamford Bridge, London
  • Árbitro: P. Dowd
  • • Público total: 40704
1
TF
0

Chelsea 1 x 0 Man. United: Demba Ba coloca o Chelsea na semifinal da FA Cup

Chelsea 1 x 0 Man. United: Demba Ba coloca o Chelsea na semifinal da FA Cup

Getty

Gol solitário do atacante senegalês pôs fim ao sonho do double do United e garantiu os atuais campeões na semifinal, contra o Manchester City

O Chelsea acabou com as pretensões do Manchester United de conquistar o double na temporada e garantiu classificação para as semifinais da Copa da Inglaterra, esticando para 28 jogos sua invencibilidade na competição. Rafa Benítez, entretanto, pode esperar mais uma pedreira se quiser chegar à decisão, já que terá de passar pelo outro time da cidade do nordeste da Inglaterra e atual campeão inglês, City, que já estava classificado, apenas aguardando a definição do seu adversário.

Sir Alex Ferguson ficará especialmente decepcionado com o resultado porque a vitória dos Blues constitui-se em uma virada. No primeiro jogo, em Old Trafford, os Red Devils abriram 2 a 0 em 20 minutos, mas permitiram o empate no segundo tempo. Hoje, em Stamford Bridge, onde o Chelsea não perdia um jogo pela FA Cup desde 2003, Demba Ba foi o responsável por fechar a virada no placar agregado, fazedo 1 a 0 no segundo tempo.

Apesar da derrota para o Southampton no sábado, por 2 a 1, na Premier League, a rotação do elenco no Chelsea, pensando na maratona de jogos da semana, mostrou-se eficaz. O time pareceu mais atento e disposto do que o Manchester United durante quase toda a partida, em especial no segundo tempo. Robin van Persie, artilheiro dos líderes do inglês na temporada, com 23 gols, alegou cansaço e começou a partida no banco, entrando apenas depois que a equipe ficou atrás, para tentar resolver a parada, mas não teve sucesso.

O primeiro tempo foi muito truncado. Para quem ainda tinha o jogo em Old Trafford na memória, a partida pareceu ainda mais fraca tecnicamente. Muito combatido, levou 30 minutos para que um dos lados conseguisse uma finalização de perigo. E foi justamente o Chelsea quem deu o primeiro passo, com Demba Ba batendo firme da quina da grande área para defesa de De Gea. Sete minutos mais tarde veio a resposta do United, com Nani, que acertou um belo tiro de fora da área, assustando Cech. Aos 38, Hazard e Mata tiveram uma boa troca de passes e a bola sobrou com o belga, que soltou a bomba, mas muito alto.

A melhor chance de gol na primeira etapa veio aos 40 minutos e foi dos visitantes. De Gea acertou uma belíssima reposição de bola nos pés de Chicharito Hernandéz. Azpilicueta ficou só olhando o mexicano dominar e colocar na frente. Ele poderia até ter carregado mais, mas resolveu bater de longe mesmo. Um chute torto e aparentemente errado, mas que colocou um efeito impressionante na bola, que fez uma curva e enganou Cech. O goleiro já ia caindo para o lado quando a redonda veio no meio do gol, e ele fez malabarismo para salvar com a ponta dos pés.

O gol da vitória saiu logo no comecinho da etapa final. Com quatro minutos. Juan Mata enfiou para Demba Ba, que saiu no meio da zaga e se esticou no ar, colocando a bola com jeitinho por cima de De Gea, com a ponta da chuteira, para marcar e se tornar artilheiro dos Blues na Copa da Inglaterra, com três gols.

Aos 15, o United tentou responder, mas parou nas mãos milagrosas de Petr Cech. Welbeck achou Chicharito totalmente livre na segunda trave, e o mexicano mergulhou para cabecear. Cech desviou a pontinha dos dedos e mandou por cima do gol, em uma defesa de cinema. Sete minutos depois, Hazard teve a chance de matar a partida ao interceptar um passe de Carrick. O belga colocou na frente e teve tempo até de escolher o canto onde iria bater, mas acabou tirando tanto de De Gea que mandou para fora.

Aos 42, Van Persie teve a chance de empatar o jogo e mandar para a prorrogação com um típico gol tardio do United. Evra passou pela marcação e cruzou, e o holandês surgiu totalmente desmarcado, na cara do gol. A bola caiu no pé bom, o esquerdo, e ele só precisava empurrar para o saco, mas acabou pegando muito embaixo e isolando por cima do travessão.

Ainda deu tempo para Rafa Benítez promover as entradas de Moses no lugar de Oscar e de um mascarado Fernando Torres, com um machucado no nariz, na vaga do homem da partida, Demba Ba. O Chelsea poderia até ter feito mais um, aos 44, com Mata, mas De Gea fez boa defesa.

Phil Dowd apontou o centro do campo e pôs fim aos planos do United de conquistar a dobradinha. Mesmo com todas as crises, o Chelsea segue vivo em duas frentes - a Copa da Inglaterra, competição da qual é o atual campeão, e a Liga Europa - além de brigar por uma vaga entre os quatro primeiros na Premier League.

Rafa Benítez não terá muito tempo para comemorar. Na quinta-feira já entrará em campo de novo, contra o Rubin Kazan, pelas quartas-de-final da Liga Europa.

Relacionados