thumbnail Olá,
Ao Vivo

Amistoso

  • 14 de novembro de 2012
  • • 22:30
  • • MetLife Stadium, East Rutherford, New Jersey
  • Árbitro: M. Geiger
  • • Público total: 38624
1
TF
1

Brasil 1 x 1 Colômbia: em jogo disputado, Neymar perde pênalti e Seleção fica no empate

Brasil 1 x 1 Colômbia: em jogo disputado, Neymar perde pênalti e Seleção fica no empate

Getty

Equipe de Mano Menezes perdeu boas oportunidades para conseguir a vitória em Nova Jersey

A Seleção brasileira tinha bons motivos para temer o adversário desta quarta-feira, em Nova Jersey: encarava a Colômbia, do artilheiro Falcao Garcia, um dos times de melhor retrospecto nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa. A ameaça, porém, ficou por aí: o Brasil fez boa apresentação e teve muitas chances para sair com a vitória, mas o duelo terminou no 1 a 1. Cuadrado abriu o marcador para os colombianos, com Neymar empatando a partida e desperdiçando, de pênalti, a vitória em favor da equipe de Mano Menezes.

O próximo compromisso da Seleção está marcado para a próxima quarta-feira, em La Bombonera: o time formado apenas por atletas que atuam no futebol nacional encara a Argentina, no jogo de volta do Superclássico das Américas 2012.

Velocidade, chances perdidas e tricolores em vantagem

A partida no MetLife começou movimentada, com Brasil e Colômbia buscando os espaços no ataque através de muitas trocas de passe. Se por um lado a defesa brasileira conseguia conter a ameaça de Falcao García, por outro os colombianos marcavam forte, sempre diminuindo os espaços do forte ataque do Brasil.

A Tricolor foi a primeira a chegar nas proximidades da área adversária, mas a Seleção conseguiu ser mais agressiva: aos 15 minutos, Neymar bateu colocado na entrada da área e levou algum perigo. Dois minutos mais tarde, ele participou da tabela com Kaká, que invadiu a área e bateu ao lado de Ospina.

O momento era favorável ao time de Mano Menezes e, aos 23 minutos, Neymar acabou perdendo a melhor chance do Brasil no jogo. Daniel Alves levantou da direita, a zaga colombiana parou e o camisa 11, sozinho, subiu e mandou a bola em cima do arqueiro colombiano, que fez uma grande defesa. O adversário voltou a se encontrar na partida e retomou os ataques perigosos, pouco antes de Kaká colocar uma bola na trave após rápida troca de passes.

Em uma partida tão equilibrada, a iniciativa pessoal acabou fazendo a diferença. James Rodriguez apanhou a bola na intermediária no final do primeiro tempo, carregou até a entrada da área e viu Cuadrado entrando pela direita. O lateral foi servido com um ótimo passe, e conseguiu ser rápido o suficiente para dominar a bola e bater com força, cruzado. Diego Alves chegou a tocar na bola, mas ela ainda tocou na trave antes de atravessar a linha do gol.

Neymar, herói e vilão

Mais organizado após o intervalo, o Brasil chegou forte já no primeiro minuto, quando Kaká arrancou pelo meio e tocou com Neymar que, desequilibrado, colocou no canto e acabou parando novamente em Ospina. Mais tarde, o mesmo camisa 11 tentou duas jogadas individuais nas proximidades da área. E foi na segunda que, enfim, o colombiano foi vencido: o santista invadiu a área pela esquerda, tirou de dois marcadores e colocou a bola com tranquilidade no canto inferior oposto.

Os ataques da Seleção foram ficando cada vez mais perigosos, principalmente quando Oscar, até então apagado, resolveu entrar no jogo. Ele sofreu duas faltas na entrada da área, cujas cobranças de David Luiz e Neymar acabaram levando perigo.

Até que o jogo foi entregue de bandeija para o Brasil: Daniel Alves foi derrubado na área após sair cara-a-cara com Ospina e Neymar se encaminhou para a cobrança. O atacante executou o ritual característico e... desperdiçou. Um chute muito alto, aos 35 minutos, foi a chance derradeira para a Seleção completa encerrar 2012 com o pé direito, já que as substituições tardias de Mano Menezes pouco acrescentaram.

Relacionados