thumbnail Olá,
Ao Vivo

Brasileirão Série A

  • 21 de julho de 2013
  • • 16:00
  • • Vila Capanema, Curitiba, Paraná
  • Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro
  • • Público total: 6799
1
TF
1

Com boas defesas do goleiro, o Corinthians empatou fora de casa

Atlético-PR 1 x 1 Corinthians: Sob forte chuva e frio, Cássio segurou o Furacão e manteve o empate para o Timão

Com boas defesas do goleiro, o Corinthians empatou fora de casa

Getty

Alexandre Pato marcou para o Corinthians e Marcelo fez o gol para os paranaenses

Em partida truncada, onde os jogadores não conseguiam acertar os passes, devido às inúmeras poças de água que a chuva provocou na Vila Capanema, em Curitiba, o goleiro Cássio foi o grande destaque da partida, salvando inúmeras vezes o clube paulista. O Corinthians apostava nos contra-ataques e conquistou um ponto fora de casa em uma partida que muitas vezes, o esporte jogado pouco lembrava o futebol, tamanha a quantidade de água em campo.

O Atlético-PR marcou no início do jogo, aos 6 minutos, com Marcelo, após assistência perfeita do veterano Paulo Baier, de 38 anos. Alexandre Pato, em um dos únicos chutes a gol do Corinthians no primeiro tempo empatou para a equipe dele, aos 25 minutos. Após o gol marcado pelo atacante, Cássio brilhou e fez diversas defesas durante toda a partida, a maioria delas vindo de cruzamentos de Paulo Baier após cobranças de falta perto da área, a forma que o Atlético-PR tentava pressionar.

O Atlético-PR enfrenta o Paysandu, pela Copa do Brasil na próxima quarta-feira, às 19h30. Já o Corinthians tem mais um clássico com o São Paulo, em uma reedição das duas finais da Recopa. Dessa vez, a partida acontece no Pacaembu, domingo, às 16h.

O jogo

No começo da partida, embora já tivesse chovido muito em Curitiba, o campo não estava encharcado e o Atlético-PR aproveitou-se disso e do apoio da torcida paranaense para abrir o placar após pressão nos minutos iniciais. Aos 6 minutos, Paulo Baier dominou e com toda a sua técnica encontrou Marcelo que só empurrou para as redes. 1 a 0 para o Furacão.

Foi só o gol sair e a chuva apertou. Em menos de 10 minutos, com os jogadores tentando se adaptar ao clima e o juíz por vezes cogitando até parar o confronto, o gramado da Vila Capanema encharcou com a tempestade que caia. A chuva não era ruim para o Atlético-PR, pois já havia marcado o seu gol, mas com o gramado assim nenhum dos dois times acertava passes, muito menos criava jogadas.

O goleiro Weverton não havia nem tocado na bola até os 25 minutos de partida e continuou sem fazê-lo. Porque, o isolado Alexandre Pato, que mal havia tocado na bola até então, recebeu um cruzamento na medida de Renato Augusto e cabeceou para o gol. 1 a 1, placar que se manteria até o final do jogo.

Sem Emerson e Guerrero, poupados pelo técnico Tite, o Corinthians precisou da estrela do goleiro Cássio para manter o resultado. A partir dos 30 minutos de jogo, ele colecionou belas defesas. Os paulistas apostavam em jogadas de contra-ataque e era o goleiro quem precisava salvar o time e repor com rapidez.

O segundo tempo começou com o jogo truncado, mas com o passar do tempo e o gramado melhorando de estado, as jogadas começaram a sair. O jogo teve chances para os dois lados, mas a pressão e a iniciativa do jogo era do Atlético-PR.

Aos 5 minutos da segunda etapa, após boa defesa de Cássio, em cabeceio de Luiz Alberto, Everton acertou a trave, para desespero da torcida rubro-negra. O Corinthians foi quem mais errou passes, sobretudo na defesa. Paulo Baier, teve uma chance na única falha de Cássio na partida, mas ele teve o que os bons goleiros precisam: sorte. O meio-campista errou a passada e não conseguiu chutar com o gol aberto.

As duas equipes partiram desesperadamente em busca do gol, mas a vontade do Atlético-PR era maior. Paulo Baier até o final do jogo cobrou faltas perigosas na área do Corinthians e Cássio afastou todas elas. A partida terminou e o empate se manteve. 1 a 1 entre Atlético-PR e Corinthians.

Relacionados