thumbnail Olá,
Ao Vivo

Brasileirão Série A

  • 12 de agosto de 2012
  • • 16:00
  • • Estádio Raimundo Sampaio, Belo Horizonte, Minas Gerais
  • Árbitro: Wilson Luiz Seneme
  • • Público total: 19650
1
TF
0

Atlético-MG 1 x 0 Vasco: R49 vai bem, Jô marca e Galo dispara na liderança

Atlético-MG 1 x 0 Vasco: R49 vai bem, Jô marca e Galo dispara na liderança

Bruno Cantini

Mineiros venceram pelo mínimo placar de 1 a 0 em jogo eletrizante

No Independência, em Belo Horizonte, o Atlético-MG virou mais líder do que nunca ao vencer o Vasco da Gama por 1 a 0, com gol de Jô, neste domingo, em jogo iniciado às 16:00, válido pelo Campeonato Brasileiro.

Muita emoção e nenhum gol

Não poderia ser diferente. Na Arena Independência, as expressões dos jogadores, ofegantes com poucos minutos de jogo, já indicavam como a partida entre Atlético-MG e Vasco da Gama, líder e vice-líder, estava sendo e continuaria a ser: eletrizante.

O Galo começou partindo para cima, tentando fazer valer seu mando de campo, e logo ameaçou, com um minuto de bola rolando. O time mineiro foi um pouco melhor por conta das iniciativas que procurava tomar, apesar de o confronto ter sido equilibrado na etapa inicial e de o Cruzmaltino ter chegado à frente também.

Aos 15 minutos, por exemplo, Juninho cobrou escanteio, Victor saiu mal e Douglas cabeceou sozinho, um pouco desequilibrado, por cima do gol, deixando o estádio em silêncio por raros segundos, até que voltasse a se tornar o caldeirão habitual com a resposta atleticana.

Em contra-ataque, Jô recebeu a bola sozinho dentro da área e perdeu grande oportunidade ao finalizar para fora. Pelo Vasco, Carlos Alberto foi quem teve chance parecida, foi mais calmo que o adversário, fintou dois, mas acabou parando em Réver, que deixou o corpo e evitou o gol quase em cima da linha. Os vascaínos ainda pediram toque de mão.

No final, quase que o Galo inaugurou o marcador. Depois de Prass chegar antes de Jô em uma bola cruzada, dando soco pela linha de fundo, Ronaldinho cobrou o escanteio na cabeça de Leonardo Silva. Ele subiu sozinho e testou firme para a Muralha da Colina fazer milagre e garantir a igualdade na descida para o vestiário.

Ronaldinho vai bem e Jô faz o gol da vitória

Na volta dos balneários, etapa nova e ritmo de jogo igual. Logo no começo, o equatoriano Tenório, que entrara no intervalo, fez linda jogada na esquerda, passou por Réver e tocou para Alecsandro. O camisa 9 não conseguiu concluir a gol, mas a jogada foi perigosíssima.

Apesar do começo promissor, o Vasco não conseguiu dar sequência ao futebol que praticava, caiu de rendimento e passou a ser pressionado. O Atlético-MG ficou bem superior, tendo grandes chances ao ser comandado por Ronaldinho Gaúcho em tarde inspirada.

R49 obrigou Fernando Prass a fazer grandes defesas em duas cobranças de falta de longa distância e deu o passe para o gol de Jô. O ex-melhor do mundo pela FIFA cruzou, Fernando Prass tocou na bola, mas não evitou que ela caísse na cabeça do atacante atleticano, que só teve o trabalho de tocar para a rede.

O que havia ficado ruim, ficou ainda pior quando Tenório sentiu lesão muscular e teve que deixar o campo para ser substituído por William Barbio. O equatoriano preocupa a comissão técnica, pois voltava de contusão e pode ficar mais tempo longe dos gramados.

Sem conseguir articular bem as jogadas e chegar com qualidade no ataque, o Cruzmaltino só voltou a levar perigo em uma cobrança de longa distância de Juninho Pernambucano, que passou à direita de Victor, rente à trave.

O Galo cadenciou a partida e acabou, no fim, conquistando mais 3 pontos e chegando à impressionante marca de 12 vitória em 15 partidas disputadas. O time de Cuca é mais líder do que nunca!
 

Relacionados