thumbnail Olá,
Ao Vivo

Copa Libertadores da América

  • 13 de fevereiro de 2013
  • • 22:00
  • • Estádio Raimundo Sampaio, Belo Horizonte, Minas Gerais
  • Árbitro: Marcelo de Lima Henrique
2
TF
1

Atlético-MG 2 x 1 São Paulo: Mineiros sufocam visitantes e vencem na estreia da Libertadores

Atlético-MG 2 x 1 São Paulo: Mineiros sufocam visitantes e vencem na estreia da Libertadores

Bruno Cantini/Atlético-MG

Em primeiro jogo dos brasileiros no grupo 3 da Libertadores, Atlético-MG faz primeiro tempo sufocante, amplia no segundo e garante vitória.

Por Emanoel Ferreira

O grupo 3 da Libertadores reúne dois grandes brasileiros que prometem caminhar forte nesta edição da Copa Libertadores da América: Atlético-MG e São Paulo. Nesta quarta-feira (13), na Arena Independência, em Belo Horizonte, o alvinegro de Minas recebeu o tricolor de São Paulo diante de 20.000 atleticanos que jogaram junto do princípio ao fim. Com gols de Jô (13' do primeiro tempo) e Réver (27' do segundo tempo), os donos da casa garantiram a vitória e ainda viram Aloísio (37' do segundo tempo) diminuir para os visitantes.

O Atlético Mineiro não jogava a Libertadores há 13 anos. Pela maior competição do continente, o time enfrentou o São Paulo cinco vezes e jamais perdeu: com a vitória desta quarta, foram três empates e dois triunfos.

PRIMEIRO TEMPO

O jogo começou quente. O Atlético Mineiro estava invicto na Arena Independência desde que o estádio foi completamente reformado. O time alvinegro entrou no embalo da torcida e foi pra cima do São Paulo. Sem chances para trabalhar suas jogadas, o tricolor se fechou o quanto pode, em geral tentando sair da defesa com enfiadas de bolas para Luis Fabiano. Entretanto, a bola parecia queimar nos pés do artilheiro, que não obtinha sucesso entre os grandalhões Réver e Leonardo Silva.

Aos 6’ do primeiro tempo, Ronaldinho Gaúcho já descolava um cruzamento para a área, em cobrança de falta, e Jô acertou boa cabeçada. Rogério Ceni fez grande defesa e o lance inflamou a torcida alvinegra.

Aos 8’, a torcida do Atlético-MG reclamou muito de falta não marcada em Ronaldinho Gaúcho. A estrela do time driblou um, dois e, de frente para Cortês, foi derrubado. O juiz entendeu que não houve nada.

Aos 13’ minutos, o gol: Gaúcho cruzou por baixo, Jô bateu e não perdeu: Galo 1-0.

Daí em diante, o time paulista acusou o golpe. Praticamente anulado em campo, só dava Atlético Mineiro, com ataques em velocidade, com o jovem Bernard, as tentativas de Tardelli e a briga corporal de Jô com os zagueiros do São Paulo.

Ao fim do primeiro tempo, o tricolor não havia levado perigo uma única vez ao gol de Vitor. Em poucas palavras, na saída para o vestiário, o jovem Bernard cantou a pedra: “Agora, é voltar com empenho para garantir esse resultado”.

SEGUNDO TEMPO

A história foi diferente no princípio do segundo tempo. O Atlético-MG não voltou com o mesmo ímpeto, permitindo ao São Paulo saborear a posse de bola. O resultado disso foram algumas boas chances dos visitantes.

Aos 5’ do segundo tempo, Osvaldo recebeu pela direita e bateu cruzado por cima do gol. A TV mostrou em detalhes que o goleiro Vitor triscou na bola com a ponta das luvas, mas o juiz assinalou o tiro de meta em favor dos alvinegros.

Dois minutos depois, o São Paulo chegava outra vez. E outra vez com Oswaldo. O são-paulino pegou rebote de cobrança de falta, invadiu a área pela esquerda e bateu cruzado, mas à direita do goleiro Vitor.

Aos 18’ do segundo tempo, Luis Fabiano ficou cara a cara com o goleiro Vitor, que fez uma defesa milagrosa. A torcida do Atlético-MG via, pela primeira vez, a chance mais clara de gol do São Paulo na partida.

Aos 27’ do segundo tempo, embora o São Paulo estivesse melhor na partida, Ronaldinho Gaúcho fez boa jogada pela direita, foi à linha de fundo e cruzou pelo alto. Réver subiu sozinho e guardou. Atlético-MG 2-0.

Aos 37’ do segundo tempo, o bom comportamento dos visitantes na etapa complementar foi recompensado. Luis Fabiano arrancou, enfiou para Aloísio dentro da área e o atacante não perdoou: bateu cruzado, rasteiro, e balançou as redes do goleiro Vitor.

Ganso, que entrou aos 23’ do segundo tempo no lugar de Jadson, já nos acréscimos, acertou um chute rasteiro de fora da área. A bola passou a pouquíssimos centímetros da trave esquerda de Vitor, que somente olhou.

A próxima partida do Atlético Mineiro pela Libertadores acontece no dia 26 de fevereiro, na Argentina, contra o Arsenal de Sarandí, às 21:45. Já o São Paulo recebe o The Strongest no dia 28, às 21:30.

Relacionados