thumbnail Olá,
Ao Vivo

Copa Libertadores da América

  • 19 de março de 2014
  • • 19:45
  • • Mineirão, Belo Horizonte, Minas Gerais
  • Árbitro: O. Ponce
1
TF
1

Atlético-MG 1 x 1 Nacional-PAR: Ronaldinho perde pênalti, converte pênalti e Galo fica só no empate

Atlético-MG 1 x 1 Nacional-PAR: Ronaldinho perde pênalti, converte pênalti e Galo fica só no empate

Bruno Cantini - Atlético-MG

Time mineiro segue líder do Grupo 4 da Libertadores, mas não evita vaias da torcida presente no Horto

Líder isolado do Grupo 4, o Atlético-MG recebeu o Nacional de Assunção para tentar ampliar ainda mais sua vantagem sobre os rivais. Mas o alvinegro tropeçou dentro de casa e empatou em 1 a 1 com os paraguaios, gols de Ronaldinho Gaúcho e Riveros.

Com o resultado, o Atlético-MG segue líder com a mesma vantagem de pontos, agora com oito conquistados. No entanto, pode não se classificar antecipadamente já na próxima rodada, no jogo contra o Santa Fé, na Colômbia.

Pênalti desperdiçado, pênalti convertido

O primeiro tempo foi movimentado desde o primeiro minuto. Impondo-se dentro de casa, o Galo teve a primeira chance com Fernandinho tabelando com Dátolo pela esquerda e cruzando na área, mas o desvio de Jô foi para fora.

Aos 12 minutos, Diego Tardelli recebeu lançamento pela esquerda, invadiu a área e só foi parado pela falta de Mendoza. Pênalti para o Atlético-MG. Ronaldinho Gaúcho foi para a cobrança, buscou o canto direito de Don, mas o goleiro do Nacional defendeu.

E logo dois minutos depois, a equipe de Paulo Autuori teve mais uma chance de abrir o placar. Em cobrança de falta, Ronaldinho tentou o chute direto, mas Melgarejo colocou a mão na bola. O árbitro Omar Ponce marcou novo pênalti e dessa vez não houve desperdício. Ronaldinho foi novamente para a cobrança e abriu o placar.

O Atlético-MG seguiu mais perigoso, mas teve uma baixa aos 36 minutos. Fernandinho sentiu dores na perna, após sofrer uma falta, e precisou ser substituído por Neto Berola. Apesar do Galo criar mais no ataque, o Nacional também tinha trunfos na manga. Com 37 minutos, Pierre fez falta em Melgareho perto da área. Riveros cobrou com perfeição e empatou.

Sem gols no segundo tempo

O jogo movimentado do primeiro tempo se repetiu na segunda etapa, só que com menos qualidade. A melhor chance foi do Atlético-PR logo aos quatro minutos. Neto Berola fez linda jogada pela esquerda, tabelou com Ronaldinho, mas quando ficou cara a cara com o goleiro, mandou para fora.

Com 11 minutos de jogo, o Galo ameaçou mais uma vez com Neto Berola chegando pelo lado direito e cruzando na área, só que Diego Tardelli errou a passada e deixou a bola passar. Paulo Autuori pediu que sua equipe arriscasse mais no ataque, mas os paraguaios conseguiam conter as investidas dos donos da casa.

Já nos acréscimos, Ronaldinho pegou a bola no meio de campo e arrancou, mas na hora do último passe para Jô, acabou interceptado por Valbuena. No minuto seguinte, R10 levantou a bola na área, a zaga do Nacional tentou cortar, mas deixou a bola viva. Só que no nervosismo de fim de jogo, Otamendi cometeu falta de ataque, dentro da área, e jogou fora a última oportunidade da partida.

Após o apito final do árbitro equatoriano, a torcida atleticana que compareceu em peso ao Horto vaiou o time, mesmo com a liderança do grupo assegurada com empate.

Relacionados