thumbnail Olá,
Ao Vivo

Brasileirão Série A

  • 19 de julho de 2014
  • • 18:30
  • • Estádio Raimundo Sampaio, Belo Horizonte, Minas Gerais
  • Árbitro: Vinicius Furlan
  • • Público total: 7558
1
TF
1

Atlético-MG 1 x 1 Bahia: Galo busca empate no segundo tempo e evita derrota em casa

Luan muda a sorte do Galo depois de um primeiro tempo fraco no Horto

A motivação pela vitória sobre o Lanús na Recopa, no meio de semana, não ajudou muito o time misto do Atlético Mineiro que recebeu o Bahia neste sábado. Em partida marcada por um fraco primeiro tempo, o time da casa saiu atrás, gol do zagueiro Titi, mas contou com Luan para empatar em 1 a 1 e levar pelo menos um ponto na 11ª rodada do Brasileirão.

O resultado não altera muito as vidas de Galo e Tricolor na tabela, já que as equipes seguem nas 11ª (15 pontos) e 16ª colocações (9), respectivamente. Agora, os times mudam o foco para outros compromissos na quarta-feira: os baianos encaram o Corinthians fora de casa, pela Copa do Brasil (22h), enquanto os mineiros recebem o Lanús pelo jogo de volta da Recopa, que pode valer título.

O jogo

Depois de um início muito complicado no Horto, com as duas equipes abusando dos erros de passe, o Atlético começou a fazer valer sua superioridade técnica. Aos 14 minutos, Jô recebeu sozinho na área, driblou Marcelo Lomba e, sem ângulo, acabou chutando pela linha de fundo. O ímpeto ofensivo dos anfitriões, no entanto, começou a deixar espaços, especialmente pelas laterais do campo, por onde o Tricolor buscava seus contragolpes. E foi por ali que surgiu o primeiro gol: aos 25, Léo Gago inverteu bola para Rhayner na direita, que levantou na medida para Titi, sozinho, desviar de cabeça e abrir o marcador.

A vantagem fez o Tricolor diminuir um pouco o ritmo, apostando na pressa do adversário para fazer o tempo passar. Funcionou em parte, já que as chances ficaram escassas para os dois lados, salvo um chute de Uelliton de longe, que Victor espalmou. Nos acréscimos, porém, Jô sofreu falta na entrada da área, que Dátolo acabou mandando próximo ao ângulo, mas ainda sem precisão.

Para a volta do intervalo, Levir Culpi conseguiu aplacar a ansiedade da equipe, e conseguiu mais qualidade no ataque a partir da entrada de Luan. Já aos cinco minutos, Jô recebeu na área pela esquerda, mas finalizou muito mal. Quatro minutos depois, Guilherme finalizou por cima após ótima troca de passes, o que mostrava indícios de que o Galo conseguiria, enfim, furar o bloqueio baiano. Aos 20 minutos, o gol: depois de mais uma jogada trabalhada, Jô cruzou da esquerda, a bola desviou e se ofereceu para Luan cabecear e mandar a bola para o fundo das redes.

O Galo seguiu criando chances ao longo da segunda etapa, motivado pelo empate: Luan, Eduardo e Marcos Rocha tiveram ótimas chances dentro da área, mas não aproveitaram, enquanto Leonardo Silva mandou a bola na trave de Marcelo Lomba aos 24 minutos. Enquanto isso, o Bahia insistia nos contragolpes, e assim quase chegou ao gol da vitória: Guilherme Santos tabelou em velocidade com Branquinho, entrou na área e chutou firme para excelente defesa de Victor, mantendo o 1 a 1 ao final do duelo.

Relacionados