Neymar e Jesus ditam ritmo da Seleção contra a Bolívia

Dupla comandou as ações ofensivas e mostrou grande entrosamento
Mais artigos abaixo

A Seleção Brasileira não conseguiu quebrar o tabu de 36 anos sem vitória sobre a Bolívia na altitude de La Paz, apesar disso, o time comadado por Tite, não mostrou grandes problemas com quase 4 mil metros de altura e dominou o jogo. Um dos destaques da partida, inclusive, foi a boa movimentação de Neymar e Gabriel Jesus.

A dupla dominou as ações ofensivas da Seleção e só não balançou as redes porque encontrou o goleiro Carlos Lampe em, talvez, o melhor jogo de sua vida. Por baixo, pelo alto, não teve jeito, ele interceptou todas, mas por outro lado, foi importante ver a sincronia do camisa 10 e o camisa 9 da Canarinho.


(Foto: Getty Images)

Pode se dizer tranquilamente que fora o goleiro, os dois foram dos destaques do jogo. Neymar até que chegou a segurar um pouco a bola no início mas depois voltou a ser o que vem sendo na Seleção, um maestro. Gabriel Jesus, oportunista como sempre, apareceu diversas vezes bem posicionado para finalizar.


(Foto: Getty Images)

Por outro lado, Coutinho não fez uma boa partida e saiu no segundo tempo dando lugar a Willian. Se estivesse em uma de suas grandes noites podemos afirmar quase que com certeza de que a Bolívia não aguentaria tanta pressão. Ao todo, foram 19 finalizações e 12 oportunidades claras de gol, isso mostra o volume apresentado pela equipe de Tite e a frustração do treinador que gostaria de ter saído com a vitória.

No repertório de Ney, por exemplo, teve chute de fora da área, cara a cara e cobertura, todas sem sucesso. Com o empate, o Brasil foi aos 38 pontos e não chegará no recorde da Argentina de 43. Mas ainda assim, foi uma grande campanha de Tite desde que chegou há pouco mais de um ano.

Na próxima rodada, o Brasil encara o Chile, em São Paulo, pela última rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo. A partida será realizada na próxima terça-feira(10), às 21h45, no horário de Brasília.